Sistema de estacionamento rotativo em Petrópolis chega ao Bingen



A Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans) informou nesta quinta-feira (16) que o sistema de estacionamento rotativo chegou ao Bingen. Com isso, os motoristas devem ficar atentos: os bilhetes devem ser adquiridos diretamente nos parquímetros, que são equipamentos de autoatendimento, usando cartão recarregável ou de moedas. Segundo a CPTrans, mais de 50 parquímetros funcionam em toda a cidade.

Além disso, os motoristas podem comprar tempo de estacionamento pelos meios virtuais: site, app Digipare ou pela central de atendimento e por SMS, com pagamento no cartão de crédito. Também estão disponibilizados pontos de venda fixos distribuídos no comércio local. Nesta nova etapa, foram implantadas mais 400 vagas de estacionamento, de acordo com o município. O sistema já está em funcionamento em outras partes da cidade.

O município prevê que o sistema chegue em outras localidades onde há necessidade de melhor organização do estacionamento, por conta da grande demanda - como Valparaíso, Alto da Serra, Itamarati, Corrêas e Itaipava. A expectativa é de que mais 300 novas vagas de estacionamento rotativo sejam criadas futuramente.

Sobre o Parquímetro

No parquímetro, o motorista digita a placa do carro e o tempo que permanecerá na vaga. O equipamento eletrônico é operado pelo próprio motorista, sem necessidade de interferência de um funcionário da empresa. O parquímetro emite o bilhete de estacionamento que garante a permissão do uso da vaga, para que o motorista o coloque no interior do veículo.

Venda com os controladores

Os controladores também podem emitir o bilhete de estacionamento, através de um equipamento portátil, caso o motorista não tenha acesso aos outros canais de compra. Este mesmo equipamento portátil, homologado pelo Denatran, é utilizado para fazer o registro dos veículos estacionados em desacordo com o regulamento do sistema, através de imagens.

Formas de pagamento 

Além de moedas de qualquer valor, os parquímetros também aceitam o cartão eletrônico recarregável, que pode ser adquirido na sede da empresa Sinalpark (Estação Rodoviária do Centro), nos Pontos de Venda distribuídos no comércio local ou ainda com os controladores do novo rotativo.

O primeiro cartão, em sistema de comodato, tem o custo de R$ 5 e a recarga pode ser feita em qualquer valor, conforme a necessidade do usuário.

Dias e horário de funcionamento
De segunda a sábado, das 8h às 19h.
Valor
A hora estacionada custa R$ 3. A ocupação da vaga está limitada a quatro horas. No estacionamento rotativo fechado da Rua do Imperador o valor permanece R$ 4 por hora.
Pagamento Fracionado
Agora, é possível adquirir frações menores de tempo, respeitado o bilhete mínimo de 30 minutos. Na prática, se o usuário estimar sua necessidade de tempo em 30 minutos, poderá comprar o valor proporcional à Tarifa Básica que resultará no pagamento de apenas R$ 1,50, quando antes apenas teria a opção de comprar uma cartela de R$ 3,00.
Da mesma forma se ele precisar de 1 hora e trinta minutos poderá pagar R$ 4,50, quando antes teria que comprar duas cartelas no valor total de R$ 6.

fonte: G1