sexta-feira, 20 de maio de 2016

Escola de Nogueira será inaugurada no próximo sábado (21)


Petrópolis vai ganhar, no próximo sábado (21), uma escola modelo na educação integral: a Escola Municipal Professor Nilton São Thiago, em Nogueira, abre as portas com capacidade para atender até mil alunos da Educação Infantil ao Ensino Fundamental. Projetada de maneira sustentável, a nova unidade, localizada na Avenida Leopoldina, conta com ginásio poliesportivo, 13 salas de aula, 10 salas para atividades extracurriculares, laboratórios, refeitório, cozinha e banheiros em todos os andares (incluindo espaços adaptados para pessoa com deficiência), depósito e sala dos professores.

A secretária de Educação, Maria Elisa Badia, lembrou que a unidade atenderá, inicialmente, alunos de quatro escolas da região: Escola Municipal Águas Lindas, Escola Municipal Dr. Paulo Motta, Escola Municipal Sérgio Ribeiro Rocha e Escola Municipal Quinta do Lago. Com a transferência, a Prefeitura manterá os prédios próprios (das escolas Águas Lindas, Dr. Paulo Motta e Quinta do Lago), transformando-os em Centros de Educação Infantil. O objetivo é atender a demanda por vagas para crianças com até cinco anos na região.

Sérgio Ribeiro Rocha, que morreu ainda criança e deu nome a uma escola estadual erguida em Nogueira em um terreno doado pela família do menino (anos mais tarde a escola mudou de endereço, passando a funcionar em um prédio alugado, e foi municipalizada) será homenageado tendo um dos Centros de Educação Infantil com seu nome. “O Centro de Educação Infantil Sérgio Ribeiro Rocha funcionará no prédio onde hoje existe a Escola Municipal Águas Lindas. A família já autorizou o uso do nome e afirmou fazer questão de prestigiar a inauguração”, lembrou Maria Elisa Badia.

Nilton São Thiago, que também será homenageado dando nome à nova escola, foi professor e dedicou toda a sua vida à Educação. Por mais de 40 anos dirigiu o Colégio Opção e se destacou pela preocupação não apenas com o ensino de qualidade, mas também pelo amor e o respeito ao próximo. Costumava dizer que “Educação é, sobretudo, doação”. Foi servidor público de conduta ilibada - era professor aposentado da Secretaria de Educação do Estado do Rio de Janeiro. Foi diretor e docente, durante 35 anos, do Colégio Estadual Barão do Rio Branco, em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio de Janeiro; trabalhou em universidades, colégios e cursos dentro e fora de Petrópolis. Onde quer que estivesse, sempre atuou no sentido de promover a justiça social, com a defesa dos excluídos e marginalizados da sociedade.

Nenhum comentário: