Moradores fazem mutirão para realizar capina em bairro de Petrópolis



Cansados de esperar pelo serviço de capina no bairro Caxambu, em Petrópolis, Região Serrana do Rio, moradores se reuniram na manhã desta quinta-feira (24) para a realização do serviço. No local, equipes da Companhia de Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep), não passam há mais de um mês. O moto alto, relatam, compromete a visibilidade da via e põe em risco a vida daqueles que trafegam pelo local.

Essa não é a primeira vez que os moradores realizam a capina no bairro. Em dezembro do ano passado, um mutirão se reuniu para resolver o problema. Nesta quinta, o grupo passou pelas ruas Flávio Cavalcante e Francisco Peixoto da Costa. Mas, segundo os moradores, em outros pontos do bairro, como as ruas que ligam o Caxambu ao Santa Isabel e ao Lusitano, por exemplo, a situação não é diferente.

“Infelizmente, ficamos muito tempo sem a presença da Comdep no bairro e o resultado é esse mato todo. Nossa preocupação são as chances de acontecer acidentes. São muitas crianças e idosos caminhando por aqui, tem o fluxo de veículos o dia inteiro e o mato já estava no asfalto. Sem falar na situação das lixeiras do Caxambu. Várias estão quebradas e com esse mato todo, surgem cobras e ratos”, afirma Jair Simões Júnior, que organizou o movimento.

No total, mais de um quilômetro de mato foi retirado das margens da via. Os moradores afirmam que vão se reunir novamente, na semana que vem, para realizar o trabalho em outros pontos do bairro.
Por nota, a Prefeitura informou que a Comdep mantém equipes para a realização do serviço e esclareceu que as mesmas seguem um cronograma, "que visa assegurar o atendimento de todas as vias públicas do município. Esse cronograma, no entanto, foi alterado em janeiro e fevereiro, em consequência das chuvas que caíram na cidade e acabaram aumentando a demanda por serviços de limpeza", informou.

A nota diz, ainda, que as equipes já retomaram a rotina e vêm trabalhando para normalizar o serviço o mais rapidamente possível. "Sobre as coletoras, a companhia informa que o serviço de higienização, realizado pela empresa responsável pela coleta de lixo domiciliar, está sendo intensificado e que, em 10 dias, irá iniciar a substituição de lixeiras danificadas".

via G1

Comentários