Câmara entrega Medalha Koeler e títulos de Cidadão Petropolitano nesta sexta-feira (18) no Palácio Quitandinha


Solenidade marca a comemoração pelos 173 anos de Petrópolis

Com a concessão das Medalhas Koeler e os títulos de cidadão Petropolitano – maiores honrarias concedidas pelo município - a Câmara de Vereadores homenageia nesta sexta-feira (18) personalidades que vêm contribuindo para o crescimento e desenvolvimento de Petrópolis. A solenidade, realizada pela Câmara e pelo Instituto Histórico de Petrópolis (IHP), faz parte das comemorações pelos 173 anos da cidade. A cerimônia terá início às 21h e pelo quinto ano consecutivo acontece no Palácio Quitandinha - um dos prédios históricos mais tradicionais e imponentes da cidade. 

"A entrega destas comendas é um momento especial para a Câmara de Vereadores e para todos os parlamentares. É a oportunidade de valorizarmos as pessoas que acreditam em nossa cidade e de alguma forma contribuem para o seu crescimento. A solenidade também honra a memória dos fundadores de Petrópolis e de todos os personagens que ajudaram a construir a história da nossa cidade”, avalia o presidente da Câmara de Vereadores, Paulo Igor (PMDB).

A Medalha Koeler– grau Cruz de Mérito será entregue ao bispo Dom Gregório Paixão, que está a frente da diocese de Petrópolis desde dezembro de 2012. Filósofo, teólogo e doutor em antropologia, o bispo é reconhecido pelo perfil conciliador e pelo trabalho em prol das famílias. “Dom Gregório é uma pessoa acessível, que com todo seu conhecimento vem contribuindo de forma ímpar não só para a igreja, mas para a cidade, em especial no que se refere à valorização e ao fortalecimento da família, que é um dos pilares da sociedade”, diz o autor da indicação da comenda, vereador Paulo Igor.

Durante a solenidade a Câmara fará também uma homenagem ao frei Antônio Moser, morto em uma tentativa de assalto no último dia 9. Por indicação da vereadora Gilda Beatriz (PMDB), o frei seria agraciado com a Medalha Koeler Cruz de Mérito. “Frei Moser é um referencial de cultura e uma liderança religiosa que deixa um legado para a cidade. Professor do Instituto Teológico Franciscano e conferencista que viajava pelo mundo, Frei Moser era incansável em seu trabalho pelo bem ao próximo. Como diretor do Centro Educacional Terra Santa ele foi exemplar. O cuidado com a administração daquela escola que atende famílias carentes é um exemplo da sua preocupação com a questão social. A frente da Editora Vozes, o trabalho impecável do frei empreendedor contribuiu para o bem de muitas famílias. Mais do que um religioso, frei Moser foi uma pessoa que abraçou Petrópolis e muito contribuiu para termos uma sociedade melhor”, lembra Paulo Igor. 

As homenagens serão prestadas pelos 15 vereadores da Casa. Ao todo, 45 títulos de Cidadãos Petropolitanos serão entregues a pessoas que se destacaram por  trabalhos que fazem a diferença para o município na economia, na segurança, na saúde, nas artes e demais segmentos. 

O presidente destaca também a importância do local da cerimônia. “Mais uma vez poderemos celebrar os 173 anos de Petrópolis em um dos mais tradicionais pontos turísticos da nossa cidade, o que torna este momento ainda mais significativo. O Quitandinha tem papel importante na memória da cidade. É um presente para a cidade também que o Sesc tenha a sensibilidade de entender a importância desta solenidade e nos ceda gratuitamente o espaço. Não existe imóvel mais adequado em Petrópolis para a realização desta cerimônia”, pontua Paulo Igor.