quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Petrópolis recebe do Estado veículos para combate à dengue, zica vírus e chikungynia



Petrópolis recebeu nesta quinta-feira (04.02) do governo do Estado mais dois carros para serem usados em ações de combate ao aedes aegypti, vetor de doenças como dengue, zica vírus e chikungunya. Sem registro de casos de zica vírus e chikungunya, Petrópolis, porém, já verifica crescimento de número pacientes da dengue. Em 2014 foram registrados 11 casos e, ano passado, o número elevou para  129 casos, com uma morte, aumento de 1.177%. Os veículos - 20 no total – foram entregues no Palácio Guanabara, encerrando a entrega dos 170 carros destinados ao reforço no trabalho de investigação das doenças causadas pelo mosquito em 91 municípios fluminenses.

Em Petrópolis o índice de infestação do mosquito é considerado baixo, apesar de aumento do número de casos. O último Levantamento de Índice Rápido de Infestação por Aedes Aegypti (LIRAa) de 2015, após visita de 4.935 domicílios, apontou  índice de infestação de 0,3%.

Além da dengue e chikungunya, a relação do zica vírus, transmitido pelo mosquito e que causa a microcefalia, aumentou a preocupação com a prevenção a proliferação do Aedes aegypti em todo o país.  Em Petrópolis, não foram registrados casos de zica vírus e o único bebê que nasceu em 2015 com microcefalia na cidade era de uma gestante que mora na capital. No Estado do Rio, no entanto, já foram registrados, em um ano, 166 casos de microcefalia.

“O trabalho de prevenção mostra que Petrópolis está no caminho certo, mas há necessidade de ser intensificado. Por isso, dos 20 veículos doados pelo estado e entre os seis direcionados à Região Serrana, Petrópolis está recebendo dois deles”, afirma o deputado estadual licenciado, Bernardo Rossi.

Nenhum comentário: