Deputados aprovam fim de teste com animais para cosméticos no Paraná



Um projeto de lei que proíbe o uso de animais em testes para desenvolvimento de cosméticos, produtos de higiene e perfumes foi aprovado pelos deputados da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) nesta quarta-feira (11). O texto é de autoria do deputado Missionário Ricardo Arruda (PSC) e foi aprovado em primeiro turno.

O objetivo principal, segundo o parlamentar, é “valorizar a saúde humana e animal de forma ética".

Segundo ele, o projeto traz alternativas eficazes para tratar de problemas reais, substituindo a utilização de animais na experimentação para cosméticos por métodos alternativos comprovadamente eficazes e éticos.

A proposta prevê ainda multa de R$ 50 mil por animal utilizado em testes para a instituição de pesquisa e de R$ 2 mil para cada profissional responsável.

De acordo com a Alep, desde 2009 vários países europeus já aderiram à proibição em pesquisas envolvendo animais.

A Sociedade Protetora dos Animais informou que apoia o projeto porque, além de impedir os testes com animais que já eram realizados no estado, o texto impede ainda que novas indústrias se instalem na região.

Fonte: G1