quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Centro de Educação Inclusiva é inaugurado com a exclusão da autora da Indicação



A política é algo quase tão complexa quanto parto de borboleta. Você já ouviu falar em um Centro de Inclusão que em sua inauguração já exclui alguém? É meus amigos, na manhã desta quarta-feira (11.11), Petrópolis ganhou o segundo Centro de Referência de Educação Inclusiva do Estado, e o primeiro da história do município. Indicação nº2988/13, de autoria da vereadora Gilda Beatriz (PMDB), o CREI João Pedro de Souza Rosa está localizado na Avenida Koeler, nº 87 – Centro.

Até aí tudo lindo, mas a autora da indicação que resultou na criação do espaço de inclusão simplesmente foi excluída da inauguração! Quem acompanha um pouquinho a rotina de inaugurações e protocolos de qualquer governo, sabe que uma autoridade deve ser anunciada pelo locutor do cerimonial. Isso não quer dizer que qualquer um pode sair na foto ou cortar a fita, mas neste caso estamos falando da principal responsável pela implantação do projeto e presidente da Comissão de Defesa das Pessoas com Deficiência e do Idoso, da Câmara Municipal.

Aproveito para me desculpar com a vereadora Gilda Beatriz que acompanhei na inauguração, mas algo tão absurdo não poderia deixar de ser comentado! Será que tem relação com as denúncias ao Ministério Público sobre o caos na saúde pública e a falta de merenda escolar feitas pela legisladora?

Pessoalmente acredito que não! Uma relação institucional não seria arranhada por uma atitude tão pequena, faço questão de abrir espaço para nota oficial do governo Bomtempo para esclarecer o caso.

Voltando a inauguração...

No local serão realizadas ações de avaliação, acompanhamento e intervenção nos processos de ensino e aprendizagem das unidades escolares do município que atendem em sistema de inclusão. Contempla ainda oficinas de artesanato, além da realização de atividades como forma de expressão pessoal, comunicação e incentivo ao trabalho em equipe.

– O Centro deverá oferecer um serviço especializado de qualidade aos alunos com necessidades educacionais especiais matriculados na rede municipal de ensino. No local, haverá espaços para oficinas, atendimento educacional especializado, produção de materiais, desporto adaptado, encontro com pais e responsáveis, cursos profissionalizantes e formação continuada de professores. Vou estar acompanhando e fiscalizando as atividades que o Centro se propõe a oferecer. Não posso mensurar minha alegria com esta conquista, uma vez que vem de encontro ao sonho de tantas outras mães, como eu, além do fato concreto da experiência  vivida a frente do  Projeto Eficientes – explica a vereadora Gilda Beatriz, presidente da Comissão de Defesa das Pessoas com Deficiência e do Idoso, da Câmara Municipal.







Nenhum comentário: