Câmara cobra explicações sobre problemas no pagamento de consignados de servidores



Servidores públicos do município que vêm enfrentando transtornos por conta de problemas no repasse que deve ser feito pelo Município à Caixa Econômica Federal para a quitação de parcelas de empréstimos consignados, poderão esclarecer dúvidas e receber orientações na audiência pública que será realizada nesta quinta-feira (5), às 19h, no plenário da Câmara de Vereadores. A audiência foi marcada após denúncias de que funcionários públicos que têm empréstimo consignado, cujos valores de parcelas vêm sendo rigorosamente descontados em folha de pagamento, vêm recebendo cartas de cobrança do banco, devido à falta de repasses para quitação das parcelas.

 “É uma situação grave, que vem deixando os servidores aflitos e que precisa ser esclarecida. Temos a informação de que alguns servidores chegaram a ter os nomes incluídos no SPC e Serasa, embora tenham em mãos os contra cheques que comprovam que os valores das parcelas foram descontados dos seus salários. Vamos cobrar ao município e à Caixa, explicações sobre o que está acontecendo e acompanhar de perto esta situação”, diz o presidente da Câmara de Vereadores, Paulo Igor (PMDB).

A audiência foi marcada a pedido do vereador Anderson Juliano (PT). Foram convocados representantes das Secretarias Municipais de Fazenda, Administração, Educação, Saúde, além dos presidentes da Companhia Municipal de Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep), da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans) e do Instituto de Previdência e Assistência Social dos Servidores Públicos do Município (INPAS).

“Como órgão fiscalizador do município, a Câmara não pode se calar diante de uma situação como está. A prefeitura terá que nos explicar porque os valores descontados do salário dos servidores não foram repassados ao banco para quitação das parcelas dos empréstimos. Vamos cobrar estes esclarecimentos e também orientar os servidores”, diz Anderson Juliano, lembrando que a titular da 1ª Promotoria de Tutela Coletiva do Ministério Público Estadual, Zilda Januzzi Veloso Beck, também foi convidada a acompanhar o debate.   

Paulo Igor lembra que o comparecimento dos servidores públicos a audiência é fundamental. “Contamos com a participação não só dos representantes do município e da Caixa Econômica Federal, para esclarecer todas as dúvidas e orientar os servidores, mas principalmente dos funcionários públicos que estão sendo prejudicados e, em alguns casos passando por constrangimentos porque tiveram seus nomes negativados. Não é aceitável que isso aconteça”, acrescenta  o presidente da Câmara de Vereadores. 

 A audiência pública será transmitida em tempo real pelo TV Câmara e pode ser acompanhada pelo canal 98 (Tech Cable) ou pelo site da Câmara de Vereadores de Petrópolis (www.cmp.rj.gov.br).