terça-feira, 20 de outubro de 2015

Oficinas gratuitas e distribuição de pães e bolos marcam Dia Mundial do Pão em Petrópolis

Unidade móvel do SENAI na Praça D. Pedro atendeu mais de 100 pessoas nos cursos de panificação e confeitaria



A distribuição de pães e bolos para quem passava pela Praça D. Pedro, no Centro, na última sexta-feira, marcou as comemorações do Dia Mundial do Pão em Petrópolis. No local, mais de 100 pessoas participam das oficinas gratuitas oferecidas pelo Sistema FIRJAN e o Sindicato das Indústrias de Panificação e Confeitaria de Petrópolis (Sindpaes) realizadas na Unidade Móvel de Panificação do SENAI.

Durante três dias professores ensinaram receitas simples de pães, bolos e tortas, tanto para profissionais que já atuam no setor quanto para quem quer aprimorar os conhecimentos em busca de uma renda extra.

Satisfeito com o resultado alcançado pela grande procura de interessados, o presidente do Sindapaes, Roberto Badro, garantiu mais oficinas para o próximo ano. “O resultado foi tão positivo que no ano que vem teremos a unidade móvel por mais tempo e com uma variedade ainda maior de cursos de pães e tortas para atender a demanda crescente”.

Segundo Badro, ações como esta ajudam a população a perceber a importância do SENAI para a formação da mão de obra e desenvolvimento das indústrias do estado. “As empresas do setor de panificação e confeitaria em Petrópolis são carentes de mão de obra especializada, por isso, o SENAI tem uma grande responsabilidade na preparação dos jovens que entrarão no mercado de trabalho e a população vê com seriedade os ensinamentos que são passados pelos profissionais que atuam lá”, afirmou.

Desempregado, o técnico em eletrônica, Maximiliano Pinho da Cruz, viu nos cursos gratuitos do SENAI uma oportunidade de aprofundar seus conhecimentos na cozinha e poder usar o hobby que tanto gosta como uma nova fonte de renda. “Faço minhas receitas em casa e a família aprova. Nunca sobra nada. Então resolvi aprender mais sobre panificação para quem sabe fazer meus próprios pães e ganhar um dinheiro extra”, contou.

O presidente do Sindicato lembra ainda que a atividade contribui para despertar a atenção das pessoas sobre a qualidade dos produtos comercializados nas padarias de Petrópolis. “Com as oficinas mostramos que não é tão simples quanto parece fazer produtos de qualidade. É uma tarefa que requer cuidados com higiene, com os produtos e quantidades. As oficinas contribuem exatamente para despertar este interesse por capacitação, por produtos cada vez melhores”, afirma.

Nenhum comentário: