sábado, 12 de setembro de 2015

Vestibular da UERJ campus Petrópolis tem provas neste domingo


Candidatos prestam exame no D. Pedro II, Colégio São José e Estácio de Sá

Mais de 3 mil candidatos ao vestibular da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ) fazem provas em Petrópolis neste domingo (13.09). Em todo o Estado, mais de 80 mil candidatos estão inscritos para a prova do vestibular geral -  que inclui o curso de Arquitetura no campus Petrópolis.  Na Cidade Imperial, são três os locais do exame: D. Pedro II, Colégio São José e Universidade Estácio de Sá.

O primeiro exame, aplicado neste domingo, é de conceito. Os aprovados retornam para exames dia 29 de novembro, em provas discursivas e nesta fase apontando os cursos a que vão concorrer, incluindo o de Arquitetura em Petrópolis.

“Um marco para a Educação em nossa cidade a primeira prova da primeira universidade pública de Petrópolis sendo realizada neste domingo. É o sonho de toda uma cidade, de várias gerações”, afirma o deputado estadual licenciado, Bernardo Rossi (PMDB). Autor de emendas ao orçamento do estado que garantiram o campus UERJ em Petrópolis, ele acompanha o processo de instalação da primeira universidade pública da cidade.

Iniciativa inédita no país, a qualificação terá grade curricular com ênfase na região serrana e suas particularidades geográficas, topográficas e de meio ambiente. O curso será seriado, com períodos ininterruptos de março a dezembro, e as disciplinas norteadas por três grandes eixos: habitação, patrimônio e geologia.

O campus UERJ de Petrópolis inicia as aulas em março com duas turmas de 25 alunos cada, com aulas de manhã e à tarde. A Universidade já selecionou 11 professores, com doutorado, que formam o corpo docente do campus. Arquitetura no campus Petrópolis é o primeiro da UERJ na área – a Universidade oferece 32 carreiras - e o curso surge como referência no país. 

De acordo com a coordenadora do curso, Ana Cristina Cordeiro, o fato de a Uerj ainda não ter um curso de arquitetura conjugado à importância histórica do local justificou a escolha da universidade pelo novo campus. “O primeiro projeto de urbanismo do país foi executado em Petrópolis pelo major Koeler, que capitaneou a colonização alemã da cidade e deu ao município a condição espacial que perpetua até hoje em muitos pontos”, aponta.

A faculdade de arquitetura era uma demanda antiga e sua criação em Petrópolis amplia o alcance da UERJ para fora da cidade do Rio de Janeiro: "A demanda veio do governo do estado que queria reunir a interiorização da Universidade a cursos que efetivassem essa interiorização. Foi o caso do curso de Arquitetura e Urbanismo em Petrópolis", completa.

 O primeiro campus de uma universidade pública em Petrópolis vai funcionar na Casa Barão do Rio Branco, um dos mais importantes casarios históricos da Cidade Imperial que já iniciou programa de adaptação do seu complexo para salas de aula. Tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (Inepac), o complexo vai ser restaurado preservando sua rica arquitetura.

Nenhum comentário: