Vereadora anuncia reforma da E. M. Maria da Glória, no Independência




Em agosto, motivada por denúncias recebidas em seu gabinete, à vereadora Gilda Beatriz (PMDB), esteve na Escola Municipal Profª. Maria da Glória Queiroz de Vasconcellos, localizada no bairro Alto Independência, em Petrópolis, RJ. Na ocasião, a preocupação com a falta de segurança nas dependências da escola, devido às rachaduras foi confirmada. O caso foi acompanhado também pela Defensoria Pública.

“A situação que vimos foi caótica. Estive lá por denúncias de pais de alunos e também por ter tomado conhecimento pela defensoria pública, que já vinha se posicionando contra as condições da escola.  Assim, encaminhei o relatório da minha visita à Defensora Pública que está ciente da enorme quantidade de rachaduras nas paredes, pisos, tetos e até mesmo vigas do imóvel. Mais uma vez ratifico que a escola é muito bem cuidada, organizada e limpa, o que atribuímos à diretoria da instituição e sua equipe.  É inadmissível que a comunidade escolar do Alto Independência seja exposta ao perigo das instalações dessa escola. Como parte das minhas atribuições, encaminhei ofício informando a situação à Secretaria de Educação, ao COMED e ao Prefeito Municipal, como também apresentei indicação ao poder executivo para que a reforma fosse realizada” comenta a vereadora Gilda Beatriz, vice-presidente da Comissão de Defesa da Educação.

Reforma será acompanhada de perto

“Sinto-me um pouco mais aliviada, pois nosso trabalho de fiscalização e cobrança, está tendo o retorno. Espero que essa obra seja realizada de maneira eficiente, com qualidade, para que não tenhamos em pouco tempo, mais problemas. Mães e pais, preocupados com a segurança de seus filhos, resolveram não deixar mais seus filhos irem à escola e permanecerem em local propenso a acidentes. Assim, como desfecho fui informada que a Prefeitura vai iniciar as obras, e as crianças serão transferidas para outro local. Espero que seja um local adequado para atender as 120 crianças, pois basta de tanta falta de respeito. Continuarei fiscalizando e cobrando”, pontua.

Fiscalização será intensificada

“Acredito que esse trabalho de visitar escolas tem surtido efeitos muitos positivos e continuarei nesse caminho. Exemplo disso, além da escola Maria da Glória, que só após denúncias é que realmente foi “vista” pela Prefeitura, posso citar também a escola Jandira Bordingon no Quitandinha e a Escola Major Theófilo de Carvalho, em Secretário. Todas elas tiveram suas obras de reforma iniciadas após denúncias feitas por mim com o apoio da comunidade”, completa.