sábado, 5 de setembro de 2015

Governo assume compromisso com a causa animal, mas protetores querem a volta das castrações mensais



Na última terça-feira (03.09), após a solicitação de uma reunião com o prefeito, um grupo de protetores dos animais acompanhados pela vereadora Gilda Beatriz (PMDB), foi recebido na sede da Prefeitura de Petrópolis, Região Serrana do Rio, pela primeira-dama e secretária Chefe de Gabinete, Luciane Bomtempo e pela Coordenadora de Bem-Estar Animal, Rosana Portugal, para discutir reinvindicações feitas por protetores independentes e ONGs.

“O movimento de apoio à causa animal está começando a ser reconhecido e o trabalho iniciado já está gerando algumas iniciativas por parte do poder público. A Indicação Legislativa que apresentei e que foi aprovada recentemente na Câmara, para a criação do Conselho Municipal de Proteção Animal, foi uma proposição acolhida pela prefeitura que dentro de pouco tempo enviará a Câmara Projeto de Lei instituindo o conselho, peça fundamental na elaboração de políticas públicas para proteção animal. O Conselho tem caráter deliberativo e formação paritária, ou seja, seus membros representam vários segmentos sociais atuantes na causa animal, tanto sociedade civil quanto poder público”, explica a coordenadora do grupo de apoio a Causa Animal, vereadora Gilda Beatriz.

Emenda a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) em favor da causa animal recebe apoio do governo.

“Outra decisão que também é fruto do nosso trabalho é o convênio com clínicas veterinárias para atendimento aos animais em casos de emergência. Graças à aprovação da emenda à LDO que apresentei com o apoio de protetores independentes e ONGs, hoje podemos vislumbrar outros rumos para a causa animal. A unidade do grupo está sendo fundamental para dar maior visibilidade ao trabalho dos protetores e maior interesse do poder público em resolver tais questões”, comenta.

Protetores de animais unem forças pela volta das castrações

Foram colocados vários pontos pelos protetores, que não esconderam sua insatisfação com o poder público quanto ao término dos convênios para castrações, bem como com o Castramóvel, que pela análise dos mesmos, deve ser coadjuvante nas castrações mensais. 

“Milhares de pessoas aderiram à causa animal através das redes sociais, vamos utilizar esta força para acompanhar as ações do governo e cobrar os compromissos assumidos. Não vamos desistir de lutar pela volta das castrações, e a implantação de políticas públicas efetivas e adequadas para a proteção e defesa dos animais do município. Estou feliz com os avanços conquistados, mas o caminho ainda é longo”, finaliza Gilda Beatriz.

O grupo de trabalho em favor da causa animal atua também através das redes sociais com a página “Eu apoio a causa animal” no facebook.

Nenhum comentário: