Diretor da ANTT, Jorge Bastos, esteve hoje em Petrópolis para falar sobre questões referentes à BR-040



O diretor da ANTT – Agência Nacional dos Transportes Terrestres, Jorge Bastos, reconheceu a necessidade do estudo de revisão da tarifa de pedágio da BR-040 durante reunião realizada hoje (04), na sede de OAB-Petrópolis. Bastos ouviu as entidades representativas da sociedade civil a convite do deputado federal Hugo Leal (PROS-RJ). Também garantiu no encontro que irá rever a resolução 4777/15, que autoriza a circulação interestadual das vans, e que notificará a Concessão Rodoviária Rio-Juiz de Fora (Concer), para recuperar a pavimentação da atual subida da Serra de Petrópolis.
        
   No mês passado, a tarifa básica passou de R$ 9 para R$ 11,20, um aumento de 24,44%, causando prejuízos aos usuários e à economia da cidade. “Temos quer ser transparentes, claros, sempre. Hoje, o que podemos fazer é estudar, até o final do ano, alguns benefícios para se conseguir a redução da tarifa. Não podemos anunciar agora se vai baixar ou não”, declarou Jorge Bastos no encontro. “Dependemos de aportes, dentro da concessão, para poder reduzir a tarifa”, apontou. Jorge Bastos falou ainda da possibilidade de revisão contratual como uma segunda alternativa para que haja a queda no preço do pedágio e acrescentou que o cálculo do índice de reajuste levou em consideração as perdas de receita sofridas pela concessionária com a transferência de local da praça de pedágio de Xerém. “Foi um pedido do Governo de Estado do Rio para que houvesse a mudança por conta da construção do Arco Metropolitano”, explicou.

Sobre as vans, Jorge Bastos afirmou que “a portaria realmente não saiu a contendo de todos. Atendendo ao pedido do deputado federal Hugo Leal, que foi à Brasília interceder pelos profissionais das vans, vamos reabrir a consulta pública com a finalidade de melhorar a portaria”, garantiu. A norma, publicada recentemente pela ANTT, dispõe sobre a circulação interestadual de vans e limitou o percurso máximo em 540 quilômetros, considerados insuficientes pelos profissionais.

O encontro também foi uma oportunidade dos representantes das entidades cobrarem diretamente à ANTT suas reivindicações. “Se o pedágio é para a manutenção da estrada, socorro de reboque, segurança, eu acho que estamos sendo penalizados. O pedágio aumentou e não temos boa viabilidade para os veículos”, apontou o presidente da OAB-Petrópolis, Antonio Machado.

Bastos afirmou que na próxima terça-feira (08), a ANTT notificará à Concer para que seja feita a recuperação da pista de subida da Serra de Petrópolis. “Em caso de descumprimento, a concessionária será multada”, afirmou.

Hugo Leal se mostrou satisfeito com a reunião. “A presença do diretor da ANTT em Petrópolis demonstra que a agência está aberta ao diálogo e reforça o pedido feito administrativamente para a revisão do reajuste. É bom deixar claro que também estamos questionando o reajuste junto ao Tribunal de Contas da União e ainda existe a discussão judicial, com ação movida pelo Ministério Público, referente às questões da obra da Nova Subida da Serra”, disse.

Estiveram presentes ainda na reunião o Marcelo Fiorini, presidente do Sicomércio; Jorge Lisboa, representante dos caminhoneiros da Serra; Cláudia Pires, da Associação da Rua Teresa; Ricardo Palermo, da Associação dos Condutores de Vans; Robson Cardinelli, secretário de Planejamento de Petrópolis; Camila Thess, do PC&VB; Laerte Calil, ex-prefeito de Areal; Gil Leal, ex-prefeito de Paraíba do Sul, entre outros lideres. 

Comentários