segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Mais de 750 pessoas prestigiam Festival de Bandas Marciais da Câmara de Vereadores


Repertório diversificado de estilos emociona o público

Com um repertório eclético de canções de artistas como Tim Maia, Michael Jackson, Chico Buarque de Holanda, Bon Jovi, Coldplay, Bruno Mars, Gustavo Lima, além de clássicos, como Beethoven, a 7ª Edição do Festival  de Bandas Marciais da Câmara de Vereadores encantou o público e se consolida como o maior evento musical da cidade. As apresentações aconteceram no início da noite de sábado (22) em frente ao Palácio Amarelo – sede do Legislativo municipal. Mais de 750 pessoas prestigiaram o evento. “Estou apaixonado por isso aqui. Tocar em uma banda marcial é um sonho de infância que não pude realizar. Quando minha filha me avisou que teria este festival, eu não pensei duas vezes em vir.  As apresentações estão lindas”, disse o morador do bairro  Vicenzo Rivetti, Carlos Alberto Ferreira.  “É a primeira vez que venho a este festival, mas estou gostando muito. As apresentações são muito bonitas”, completa Arlinda S. M. Ribeiro.

“As bandas marciais lembram minha infância e juventude, uma época muito boa da minha vida. Fico emocionada porque as apresentações me trazem a memória recordações de quando eu participava da banda da escola”, conta Cíntia Toralda, que mora próximo à Praça Visconde de Mauá e também assistiu ao Festival pela primeira vez. “As bandas são importantes porque com elas as crianças e jovens aprendem a ter mais responsabilidade e disciplina. Isso contribui para os bons resultados na música e são ensinamentos para a vida toda”, comenta.

Ao todo 13 bandas participaram do evento, realizado pela Câmara de Vereadores em parceria com a Associação Petropolitana de Bandas Marciais (APEBAN).  “É uma alegria pra nós trazer para este espaço, que é uma área nobre da cidade, um evento voltado para as famílias. O Festival de Bandas valoriza a cultura, desperta talentos e motiva os jovens músicos da nossa cidade. Fico feliz por perceber que ano após ano, o público comparece e prestigia o trabalho das bandas”, avalia o presidente da Câmara de Vereadores, Paulo Igor (PMDB).     

“A cada ano o Festival vem melhorando. Os estudantes estão cada vez mais integrados. O músicos de bandas mais antigas prestigiam e incentivam os que estão chegando agora. Isso mostra que o trabalho da Associação está atingindo os objetivos, que estamos obtendo bons resultados. Ficamos satisfeitos em ver a participação destes jovens e o orgulho dos pais e parentes que comparecem para prestigiar o festival e incentivam os estudantes”, pontua  a  presidente da APBAN, Eliane Reynald Soares.

Desde que foi criado, em 2009, o Festival de Bandas Marciais de Petrópolis vem contribuindo para a integração de músicos de escolas públicas e particulares da cidade. “Constatamos ano após ano o crescimento das bandas. Elas se mostram mais seguras nas apresentações. Percebemos que a integração entre os músicos é cada vez maior, o que contribui para termos o bom resultado que vemos aqui hoje. Este festival já está consolidado como maior  evento musical de Petrópolis”, diz Mário Alexandre D"Ângelo Mesquita (Marinho), que há 43 anos está na Banda Professor Amadeu Guimarães e é um dos fundadores da APEBAN.

Com tempo estipulado em 15 minutos para as apresentações, cada uma das bandas pôde escolher um repertório variado. “Estou gostando muito das apresentações. As bandas marciais são uma oportunidade de desenvolver os talentos destes jovens. Um evento como este é importante, pois é um incentivo a este trabalho”, disse a jovem Paula Toralda, de 22 anos, que pela primeira vez assistiu ao festival. “Estão de parabéns, é muito bom”, afirmou.

“Mais uma vez tivemos apresentações de qualidade. Percebemos que as bandas estão evoluindo, que o público está prestigiando e que o festival está crescendo”, pontua Robson Mello da APBAN, lembrando que as reuniões mensais promovidas pela APEBAN com os integrantes das bandas são fundamentais para este resultado. "O bom resultado do Festival mostra que estamos no caminho certo", completa Eliane Reynald.

Entre as 13 bandas que se apresentam estão as tradicionais Banda Marcial Amadeu Guimarães (Colégio São José) e Wolney Aguiar (Banda do Colégio Estadual D. Pedro II - Cenip), que realizam trabalhos no Brasil e no exterior. Participaram também da 7ª edição do Festival de Bandas Marciais da Câmara, a Banda Marcial Amélia Antunes Rabelo, Banda Marcial Dragões do Império, Banda Marcial Frei Aniceto, Banda Marcial Imperial Petropolitana, Banda Marcial Iohan Noel, Banda Marcial Jose Bonifácio, Banda Marcial Leila de Souza Castro, Banda Marcial Nilton Rocha, Banda Marcial Trovão Imperial, Clube Musical 1° de Setembro, e Clube Musical Euterpe. 

Nenhum comentário: