Fase realiza doação de cadeiras de rodas da campanha Anel de Solidariedade



A Campanha Anel de Solidariedade promovida, desde março de 2012, pela Faculdade Arthur Sá Earp Neto (FMP/Fase) doou seis cadeiras de rodas, nesta quinta-feira (6), três para a APPO (Associação Petropolitana de Pacientes Oncológicos) e três para a APAE (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Petrópolis).

“Sempre nos preocupamos com as questões de responsabilidade social. A participação dos nossos alunos é muito ativa nas comunidades. Eles separam os anéis de alumínio quando estão lanchando, então é algo que já faz parte do dia a dia deles. Sempre digo que uma pessoa que escolheu a área da saúde tem que se preocupar com o ser humano, e é exatamente isso que vejo acontecendo nessa campanha”, ressaltou Paulo Cesar Guimarães, diretor da Faculdade de Medicina de Petrópolis.

O projeto de extensão universitária foi iniciado por alunos de Medicina e agora conta com a participação dos acadêmicos dos demais cursos da Fase, além da participação de funcionários e parceiros da FMP/Fase que, juntos, já arrecadaram o equivalente a 35 cadeiras de rodas, doadas às instituições de Petrópolis. Agora são necessárias 140 garrafas PET (20 a mais do que antes), com a mesma equivalência de 80 kg de alumínio, para a troca por uma cadeira de rodas.

“Essa iniciativa muda a vida de uma pessoa que está acamada, pois ela tem a possibilidade de se locomover e ter uma vida social saudável. Na APPO, temos um banco de cadastros das cadeiras, então estamos sempre emprestando os equipamentos às pessoas que não têm possibilidade de comprar”, explicou Ana Cristina Mattos, presidente da APPO.

Este ano, a parceria de troca dos anéis de alumínio ocorre com a empresa Keter (voltada à importação de máquinas e ferramentas e à comercialização de produtos para o mercado industrial), que fornece as cadeiras, e com o apoio da organização comunitária Viveiro Julioca, que faz o transporte do material.
“Eu fiquei encantada com essa campanha de solidariedade e levei a proposta para a minha cidade (Ouro Branco – MG). As pessoas se mobilizaram e começaram a juntar os anéis de alumínio para me entregar. É realmente muito gratificante ver como o nosso trabalho em conjunto gera resultados para ajudar o próximo”, destacou Raíssa Aguiar, aluna do 5º ano de Medicina.

Comentários