Hospital Alcides Carneiro contrata jovens por meio do programa aprendiz legal



Dez jovens que fazem parte do Programa Aprendiz Legal iniciaram processo de profissionalização no Hospital Alcides Carneiro (HAC). Com as contratações, a unidade cumpre a cota determinada pela Lei da Aprendizagem que tem como objetivo a preparação e inserção no mercado de trabalho. Os jovens, todos maiores de 18 anos, estão atuando na área administrativa de diversos setores da unidade: recepção, almoxarifado, nutrição, faturamento, ambulatório e UTI Neo Natal.

“Antes de receber os jovens, os gestores de cada setor foram preparados para o processo de aprendizado. O nosso objetivo é que os aprendizes tenham a vivência do hospital e cresçam profissionalmente”, explicou a supervisora do Departamento de Pessoal do Serviço Social Autônomo Hospital Alcides Carneiro Sehac, Luciana Brum.

Todos os jovens passaram por um processo de seleção e foram avaliados pela psicóloga e gerente de projetos do HAC, Deise Kraus. “Eles ficarão no hospital por 11 meses, queremos que eles somem ao trabalho realizado aqui no HAC. Esperamos que saiam daqui mais preparados para o mercado”, destacou. Os jovens foram divididos em duas turmas e durante o período do contrato farão um revezamento nos setores do hospital. O objetivo é que todos “vivenciem” a rotina da unidade.

O universitário Mateus Carneiro Deister, de 20 anos, está no seu primeiro emprego e ressaltou que a experiência no hospital é única. “Está sendo uma boa experiência, pois é tudo novo pra mim”, disse o jovem que está atuando na recepção do HAC. Para a aprendiz Claudia Gomes da Silva, também de 20 anos, que está na área de controle da UTI Neo Natal, a meta é a efetivação. “É uma grande oportunidade de garantir o emprego”, destacou.

Comentários