Empresa de ônibus de Petrópolis, RJ, sofre 3º assalto em menos de 2 meses



A empresa de ônibus responsável pela linha que faz o trajeto de Petrópolis, na Região Serrana do Rio, à capital e cidades vizinhas sofreu, nesta segunda-feira (1º), o terceiro assalto em menos de dois meses. Desta vez, o ônibus que saiu de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, foi alvo dos bandidos que agem sempre da mesma maneira. Eles embarcam na rodoviária como passageiros e anunciam o assalto minutos após o veículo seguir viagem. De acordo com a Polícia Civil, dois homens armados renderam os passageiros e levaram pertences, como joias, celulares e dinheiro, entre outros objetos.

Para o gerente operacional da empresa, Luiz Assumpção, é preciso que a segurança nos terminais seja reforçada. Problema que ele vem relatando desde o ano passado no Ministério Público, onde pede por mais segurança nos terminais, afirmando que os locais cobram as taxas de embarque, pagas pelos passageiros, mas que não oferecem segurança. Ele reclama da falta detectores de metais na entrada e saída, e de policiamento, que poderia inibir a ação dos bandidos.

“Nós fazemos tudo que podemos. Suspendemos o embarque no meio do caminho das linhas da Novo Rio e Menezes Côrtes. A empresa investiu pesado em câmeras em todos os carros. Quando ocorre assalto, fazemos o registro na delegacia e divulgamos as imagens para que se chege aos assaltantes, como aconteceu nos dois últimos. A polícia conseguiu prender dois do assalto na Barra e um do de Nova Iguaçu. Mas isso não é suficiente. É muito mais complexo”, lamentou Luiz, afirmando que na próxima semana terá uma reunião com o sindicato que representa as empresas para pedir apoio na reivindicação.

“Vou ao órgão colegiado pedir que façamos uma ação integrada para resolver essa questão da segurança. Vou pedir para aumentar a segurança nos terminais, para passar o detector, mas é preciso mais”, pontuou.

Assaltos anteriores

O último assalto aconteceu há 23 dias, em 9 de maio, com o coletivo de roleta que faz a linha para Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. O coletivo tinha acabado de sair da rodoviária e seguia na Via Dutra em direção à cidade serrana, pouco antes das 17h, quando o assalto foi anunciado. Dois homens armados levaram relógios, joias, celulares, dinheiro e até óculos e tênis dos mais de 10 passageiros, incluindo o motorista.

A ação aconteceu menos de um mês após o primeiro assalto, ocorrido em 17 de abril, quando o alvo foi o coletivo que faz a linha Barra da Tijuca-Petrópolis. O veículo saiu do Terminal Alvorada por volta das 16h e na Linha Amarela, após o pedágio, foi anunciado o assalto por três jovens, dois deles armados, que também embarcaram como passageiros. O trio levou pertences dos passageiros e desceu antes da Linha Vermelha, próximo ao BRT do Fundão.

Andressa Canejo
Do G1 Região Serrana