Mais de 80 pessoas participam de debate sobre reforma política na Câmara de Vereadores





Às vésperas da elaboração do relatório final da Comissão Especial criada para conduzir a reforma política no Congresso Nacional, o deputado federal Rodrigo Maia (DEM), que preside os trabalhos em Brasília, esteve na Câmara de Vereadores na tarde de sexta-feira (08), a convite do presidente do PMDB em Petrópolis, deputado Bernardo Rossi e do presidente da Câmara de Vereadores, Paulo Igor (PMDB), apresentando a lideranças partidárias de Petrópolis e de outros municípios da região e à sociedade, informações sobre o tema que vem sendo avaliado e discutido pelos parlamentares no Congresso. Entre os temas debatidos estiveram a mudanças no sistema de financiamento de campanhas e a instituição de um teto para limitar os gastos com as campanhas eleitorais, o que, segundo Maia,daria mais igualdade à disputa.

“A reforma política é uma questão complexa. Temos consenso na Comissão em alguns pontos, como a unificação das eleições, mas creio que muitas propostas que hoje parecem consensuais, na hora H se mostrarão inviáveis. A coincidência de mandatos, por exemplo, com fim da reeleição, é uma questão complicada. Estamos na reta final dos trabalhos. Até o fim da semana o relatório da Comissão será finalizado”, adiantou Maia. Até o fim do mês a reforma deverá ser levada a votação na Câmara Federal.

O presidente da Comissão para a reforma política frisou que entre os principais pontos em discussão estão a coincidência de mandatos, o fim da reeleição e a mudança no sistema de eleição, que será diferente não apenas para deputados federais e estaduais, mas também para vereadores. “Acredito que conseguiremos fazer uma evolução no sistema político, não uma revolução. No caso do sistema de eleição, por exemplo, a comissão está dividida entre o “distritão” e o “distrital misto”. Eu defendo o distritão (modelo em que são eleitos os parlamentares mais votados), por entender que ele é o mais viável e adequado”, considera Maia.

O debate se estendeu por cerca de três horas e foi acompanhando por mais de 80 pessoas no Palácio Amarelo. A mesa foi composta por 20 integrantes, entre os quais vereadores e lideranças partidárias do PT, PSB, PDT, PSOL, PSD, PSDB, PSL,PSDC,PTC, PSC E PMB. “Este é um momento ímpar para nossa cidade. Rodrigo Maia é uma das pessoas que tem mais informações sobre o andamento da reforma política do nosso país. As lideranças que estão nessa mesa hoje estão tendo a oportunidade de apresentar seus posicionamentos, suas sugestões e fazer seus questionamentos sobre o tema. Algumas das idéias aqui apresentadas serão levadas à comissão federal”, pontua o presidente do PMDB em Petrópolis, deputado estadual licenciado e secretário de Estado de Habitação, Bernardo Rossi.

O presidente da Câmara de Vereadores, Paulo Igor, destacou a importância da participação de lideranças de diferentes partidos. “Tivemos nesta casa um debate de alto nível. As divergências sobre os temas apresentados por lideranças de diferentes correntes ideológicas enriqueceram a discussão. Rodrigo Maia falou com propriedade sobre os todos os temas apresentados e trouxe a Petrópolis informações atualizadas sobre o andamento da reforma política, que é um dos maiores anseios da sociedade neste momento”, destaca.

“A troca de idéias que um debate como este permite é muito enriquecedora e contribuirá não só com a discussão do assunto dentro da Comissão para a reforma política, mas também para o meu mandato como deputado”, avalia Rodrigo Maia.

Participaram do debate os vereadores Reinaldo Meirelles (PTB), Osvaldo do Vale (Vadinho –PSB), Maurinho Branco (SDD), Luizinho Sorriso (Pros), Silmar Fortes (PMDB), Ronaldo Ramos (PTC), Ronaldo Luiz Azevedo de Carvalho (Ronaldão- PR), Thiago Damaceno (PP), Roni Medeiros (PTB),Jorginho do Banerge (PSB), Pastor Sebastião (PSC) e Anderson Juliano (PT), além dos presidentes das Câmaras de Vereadores de Teresópolis, Maurício Lopes, Areal, Álvaro Freitas e Cordeiro, Anísio Coelho.

Comentários