Inea retoma obras no Vale do Cuiabá e reinstala escritório para atender moradores



O Instituto Estadual do Ambiente (Inea) vai reinstalar escritório local em Itaipava para atender moradores em informações sobre a segunda etapa de recuperação do Vale do Cuiabá. A próxima fase do projeto está em estágio de aprovação na Caixa Econômica Federal e já tem saldo disponível, remanescente da primeira etapa, de R$ 80 milhões. O anúncio da retomada das obras e o contato direto dos técnicos do Inea com a população foi feita nesta quarta-feira (06.05) em reunião do presidente do Instituto Marco Aurélio Porto com o deputado estadual licenciado Bernardo Rossi (PMDB) e o líder comunitário José Quintela.

O Inea já atendeu 430 famílias do Vale do Cuiabá, Rio Carvão e Santo Antônio que tiveram as casas destruídas pelas chuvas de 2011. Já foram pagos R$ 12,8 milhões a 200 famílias. Cem famílias optaram pela construção de unidades habitacionais e aguardam em aluguel social e 150 ainda serão pagas, já com valores sendo avaliados.

“A retomada do escritório é importante também para, além deste atendimento, tirar dúvidas sobre as intervenções que ainda serão feitas e para que a população acompanhe toda a execução das obras”, considera Marco Aurélio Porto. Para o Bernardo Rossi, a presença física do governo do estado, por meio do Inea, é fundamental. “Há o compromisso do secretário do Ambiente, André Corrêa, da forte presença da pasta e seus braços operacionais em Petrópolis e na Região Serrana. Essa retomada de obras e contato com a população demonstra que o governo quer o interior do estado assistido e forte”, aponta.
A vistoria inicial no local será feita na terça-feira por engenheiros do Inea. A segunda etapa das obras abrange a recuperação das calhas dos rios Cuiabá, Santo Antônio, Carvão e a implantação do Parque Pluvial do Vale do Cuiabá e do Skate Park, no entroncamento dos rios Cuiabá e Piabanha. Os parques são construídos em áreas de inundações para evitar a reocupação dos espaços. As intervenções recuperam as margens dos rios e a construção de três novas pontes.

“A CEF tem até o dia 30 de junho para aprovar os projetos e após esta data damos início ao processo de execução”, anunciou Marco Antônio Porto. Para o líder comunitário do Vale do Cuiabá, José Quintela, a expectativa pela retomada das obras é grande. “Já houve avanços, há muito a fazer e ter um canal de diálogo é importante para a comunidade”. afirmou. Morador e comerciante do local, também presente ao encontro, Paulo César Pacheco, ficou satisfeito com o encontro. “As obras são importantes para quem está há mais de 30, 40 anos estabelecidos no local e querem continuar. Essa reunião e a reaproximação com o Inea abre a possibilidade de ser ouvido e de conhecer melhor os projetos”.

Comentários