Habitação mostra evolução na construção de moradias no estado no Feirão da CEF



Em todo o Estado, somando recursos próprios de órgãos como Habitação e Secretaria de Obras e ainda em parceria com o governo federal, por meio do Programa Minha Casa Minha Vida, já foram entregues  102.905 mil unidades habitacionais nos últimos oito anos. Representando o governo do estado no 11º Feirão da Caixa aberto nesta sexta-feira (15.05) no Riocentro, a Secretaria de Estado de Habitação, com estande no local, mostra os resultados da política habitacional e orienta, até domingo (17.05), último dia do evento, o público que busca financiamento habitacional.

O governador Luiz Fernando Pezão participou da abertura da Feira ao lado do secretário de estado de Habitação, Bernardo Rossi, e da presidente da Caixa Econômica Federal, Miriam Belchior.  Nesta edição da feira, o foco é o  financiamento de habitação popular do programa Minha Casa Minha Vida e das demais operações com recursos do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), cujo teto máximo é de R$ 190 mil. Estão sendo apresentados 22.344 mil casas e apartamentos por meio de construtoras, imobiliárias e correspondentes imobiliários, mais de 90 parceiro no evento.

“É um prazer imenso estar em mais um Feirão da Caixa e ver a pujança do mercado imobiliário. O setor de construção civil é um dos mais importantes do país, pois é a atividade que mais gera emprego. Além disso, o programa Minha Casa Minha Vida é o mais transformador da história do Brasil, porque oferece moradias a quem não teria condições de obter. Esse tipo de iniciativa valoriza, dá dignidade e qualidade de vida à população”, disse o governador.

“O evento surgiu há 11 anos para estimular que as pessoas recorressem ao financiamento, que acreditassem, com os projetos que surgiam, que era possível ter acesso ao imóvel. Hoje, o Feirão, consolidado, tem ainda a missão de atrair famílias com menor poder aquisitivo mostrando que em todas as classes é possível conquistar a casa própria”, destacou a presidente da CEF.

Além de unidades habitacionais, por meio dos programas de inclusão social executados pela Companhia Estadual de Habitação do Rio de Janeiro (Cehab) e pelo Iterj (Instituto de Terras e Cartografia do Estado),  braços operacionais da Secretaria de Estado de Habitação, o Governo do Estado investe em regularização fundiária, infraestrutura de comunidades e recuperação de moradias populares.
“Estamos apresentando a política habitacional do governo e no estande também vai esclarecer dúvidas sobre como as pessoas devem fazer para se inscreverem nos programas habitacionais. Estaremos à disposição dos visitantes para ajudar no que for preciso”, explicou o secretário de Habitação, Bernardo Rossi.

            Moradora da comunidade Rio das Pedras, na Zona Oeste do Rio, Janaína da Conceição, de 40 anos, esteve no primeiro dia do feirão para obter informações de como se inscrever em programas habitacionais do estado e do município e elogiou a iniciativa.

            “Está muito complicado morar de aluguel, porque é um gasto mensal alto que não tem retorno. Por isso, vim até aqui para buscar informações sobre como participar de programas habitacionais. A presença desse estande é muito útil para ajudar pessoas que, como eu, querem realizar o sonho de ter uma casa própria”, disse a empregada doméstica.

Mãe e filha, a secretária Priscila Alarcom e a pensionista Célia Araújo foram juntas ao evento. “Além de ter a presença das construtoras, é bom ter a orientação nos estandes institucionais também, isso traz confiança”, destacou Priscila. Para Célia, o  final de semana do feirão pode representar a realização do sonho da casa própria.  “Estou torcendo para encontrar um imóvel dentro das minhas condições em Jacarepaguá onde moro de aluguel”, afirmou.

            Em parceria com o governo federal, a Cehab já construiu 3.254 unidades habitacionais. O mais recente empreendimento construído em parceria com o governo federal pelo Minha Casa Minha Vida fica em Xerém, em Duque de Caxias. O conjunto residencial Vale da Mata – com previsão de entrega para este ano – recebeu R$ 16.125.000,00 da União com aporte de R$ 4.887.827,01 do Governo do Estado. O condomínio vai contar com captação de energia solar em cada casa e estação de tratamento de esgoto própria.

SERVIÇO:

11° Feirão Caixa da Casa Própria
Riocentro
Sexta e sábado (15 e 16/05) das 10 às 21h
Domingo (17.05), das 10 às 18h
Entrada gratuita
Documentos necessários para  requerer o crédito para casa própria no Feirão:  identidade, CPF e comprovante de renda. 

Comentários