terça-feira, 7 de abril de 2015

Reforma política em discussão na Câmara de Vereadores na quinta (09/04)


Representante da Fundação Ulysses Guimarães palestrará a convite de Paulo Igor 

Ampliar o debate sobre a reforma política junto a lideranças partidárias e a sociedade petropolitana, na Câmara de Vereadores, este é o objetivo do presidente da Casa, Paulo Igor (PMDB). A discussão pública  sobre o tema  começará nesta quinta-feira (09) com uma palestra ministrada por Amaury Cardoso, presidente da Fundação Ulysses Guimarães – instituto de estudos políticos do PMDB. O evento é aberto ao público e terá início às 18h30 no plenário do legislativo. “A reforma política é um anseio da população. Nossa intenção é ampliar este debate com os petropolitanos. Nossa população é politizada e atuante e o tema é de interesse de todos”, afirma o presidente.

A Fundação Ulysses Guimarães, além de promover o debate ideológico e doutrinário também abre espaços para a reflexão e o debate político-partidário. São vários os cursos ministrados não só para os ocupantes de cargos públicos, mas para militantes e grupos interessados em ingressar na política. A entidade ainda realiza estudos e pesquisas. “Além da agenda interna que fortalece os alicerces  do partido, a Fundação é atuante no apoio a tomada de decisões, por isso sua importância no debate da reforma política”, aponta Paulo Igor.

O presidente da Câmara lembra que no mês passado foi criada, no parlamento petropolitano, a Comissão Especial, temporária para discutir e apresentar propostas à reforma política do país. “A Comissão Especial, presidida pelo vereador Luizinho Sorriso, vem discutindo este assunto no âmbito político. Esta palestra vem somar com este trabalho. Estamos convidando não só lideranças de todos os partidos políticos da cidade, mas também representantes de entidades e da sociedade civil organizada. É fundamental que este assunto seja debatido, que as pessoas saibam mais sobre este assunto. Convidamos toda população a acompanhar esta discussão”, pontua.

Entre os temas discutidos pela Comissão Especial está o sistema eleitoral, o financiamento de campanha, a proibição de coligações para as eleições proporcionais, a fidelidade partidária, a cláusula de desempenho e o voto facultativo. “Discutimos com os demais vereadores, os mesmos temas que vêm sendo debatidos em Brasília. O fim da reeleição para cargos do Executivo, a duração de mandatos, a forma de transição para a coincidência das eleições. A Comissão quer debater estes assuntos não só com vereadores da Casa, mas também com partidos e com a Justiça Eleitoral. Nosso objetivo é que ao fim do trabalho da Comissão, algumas propostas sejam encaminhadas para a comissão federal”, diz o vereador Luizinho Sorriso.

Via ASCOM

Nenhum comentário: