Paulo Igor percorre bairros verificando denúncias sobre carros abandonados

Levantamento fotográfico e denúncias serão encaminhados à CPTrans



O presidente da Câmara de Vereadores, Paulo Igor (PMDB), está percorrendo a cidade fazendo levantamento de carros abandonados que ainda não foram recolhidos das ruas. As denúncias chegaram aos vereadores encaminhadas aos gabinetes dos parlamentares e do “Alô Câmara” – linha direta entre a população e o legislativo. O levantamento inclui registro fotográfico dos veículos. O material e as denúncias serão entregues ao presidente da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans), Gilmar de Oliveira. As denúncias sobre veículos e carcaças abandonadas ainda podem ser passadas aos vereadores pelo “Alô Câmara” - 0800-0209208. A ligação é gratuita e pode ser feita de segunda a sexta-feira, das 10 às 16h.

“O número de denúncias que temos recebido é muito grande. Estamos visitando alguns bairros e conversando com os moradores. Em todos os casos eles relatam os transtornos que sofrem por conta dos veículos abandonados e principalmente as carcaças. Temos relatos de que em algumas vias o caminhão não consegue passar, o que compromete a coleta de lixo. Vamos levar todas as reclamações ao presidente da CPTrans e cobrar uma solução”, explica Paulo Igor.

O presidente da Câmara frisa que é função da CPTrans exigir que a empresa Rodando Legal retome a fiscalização aos veículos abandonados. Documentos requisitados pela Câmara de Vereadores à CPTrans, durante apuração sobre cobranças irregulares de diárias no serviço de reboque no ano passado, mostram que em seis meses a empresa Rodando Legal movimentou mais de R$ 500 mil. Somente no primeiro semestre de operações 1.643 veículos foram apreendidos - uma média mensal de 272 veículos. A maioria deles flagrada em blitzes quando circulava com documentação irregular pelas principais vias da cidade. “É importante que esta fiscalização seja feita, mas os veículos abandonados também precisam ser recolhidos, pois eles causam muitos transtornos para os moradores”, frisa o presidente da Câmara.

Paulo Igor lembra que quando a Rodando Legal assumiu o contrato com a CPTrans, a fiscalização era feita nos bairros e os veículos estacionados irregularmente ou em estado de abandono recebiam um adesivo informando que os mesmos deveriam ser retirados pelos donos em um prazo de cinco dias, sob pena de serem rebocados após este prazo. “Este serviço foi realizado somente nos primeiros dias. Depois ao que parece foi abandonado pela empresa. É preciso que esta fiscalização seja retomada. É obrigação da empresa recolher e dar um destino às carcaças e aos veículos abandonados”, pontua.
Em pouco mais de 15 dias, o “Alô Câmara” recebeu denúncias sobre veículos abandonados no Bairro Esperança, Mosela, Quitandinha, Campo do Serrano, Pedro do Rio, Correas, Alto da Serra, Independência, Carangola, Bairro da Glória, Itaipava, São Sebastião, Vila Militar, Meio da Serra, entre outras localidades. “Temos denúncias de que somente na localidade Retiro das Pedras, em Pedro do Rio, são 30 veículos abandonados. Na Estrada União e Indústria nossa equipe fotografou mais de 50 veículos em estado de abandono às margens da Estrada. Na Rua Barão do Triunfo, no Campo do Serrano, moradores dizem que a carcaça de uma Brasília está abandonada há meses. São problemas que precisam ser resolvidos. A CPTrans deve apontar os locais onde as operações devem ser feitas e exigir da Rodando Legal que este serviço seja feito. A Câmara de Vereadores, dentro da sua atribuição de fiscalizar as ações do Executivo, vai levar à CPTrans os problemas apontados pela população. Vamos mostrar onde eles estão e cobrar uma solução”, diz.
Paulo Igor destaca que o “Alô Câmara” tem sido um importante instrumento de comunicação entre a comunidade e os vereadores. A linha está disponível para receber todo tipo de denúncia da população. “As demandas também podem ser encaminhadas diretamente nos gabinetes dos vereadores, o “Alô Câmara” foi criado com o objetivo de facilitar o contato entre a população e os vereadores. Todas as denúncias são apuradas e direcionadas aos órgãos competentes”, explica.

As denúncias sobre carros abandonados serão entregues ao presidente da CPTrans na semana que vem. “Vamos entregar pessoalmente este material ao presidente da Companhia e acompanhar o direcionamento que a CPTrans dará aos casos”, afirma.

Comentários