PETRÓPOLIS: MÃE LUTA PARA CONSEGUIR NEUROCIRURGIÃO PARA BEBÊ COM HIDROCEFALIA


Desde o nascimento prematuro de sua filha Vitória Machado da Costa, Patrícia Ribeiro Machado vive um drama da vida real em busca de um neurocirurgião para seu bebê de apenas dois meses.  A criança que esta internada UTI Neonatal do Hospital Alcides Carneiro, em Corrêas, tem hidrocefalia, - acúmulo excessivo de líquido cefalorraquidiano dentro do crânio, que leva ao inchaço cerebral -  e precisa  com urgência fazer uma cirurgia.
“O médico me disse que já havia enviado a direção do hospital uma avaliação do neurocirurgião, mas que não tinha obtido resposta e que havia enviado outro pedido para hospital e que nada havia acontecido, minha filha precisa o mais rápido possível de uma cirurgia. Peço a ajuda de um neurocirurgião para opera-la.” Declarou Patricia.
A foto usada foi autorizada pela mãe, Patrícia Ribeiro Machado.

Causas

No interior do cérebro existem espaços chamados de ventrículos, que são cavidades naturais que se comunicam entre si e são preenchidas pelo líquido cefalorraquidiano (LCR) ou liquor, como também é conhecido. A hidrocefalia acontece quando a quantidade desse líquido aumenta dentro do crânio. Este aumento anormal do volume de liquor dilata os ventrículos e comprime o cérebro contra os ossos do crânio, provocando uma série de sintomas que necessitam de tratamento de emergência para prevenir danos mais sérios. A hidrocefalia, muitas vezes, pode ser detectada antes mesmo do nascimento, por meio de ultrassonografias periódicas.

Hidrocefalia: Saiba mais, aqui.