quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Em 10 dias “Alô Câmara” recebeu denúncias de 58 veículos abandonados em bairros

Paulo Igor levará pedidos de retirada ao presidente da CPTrans



Em 10 dias o “Alô Câmara”, linha direta entre a população e a Câmara de Vereadores, recebeu informações sobre a necessidade de retirada de 58 veículos abandonados em vias públicas de diferentes bairros da cidade. A obrigatoriedade de recolhimento de veículos e carcaças abandonadas faz parte do contrato firmado no ano passado entre a Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans) e a empresa Rodando Legal, que é responsável pela apreensão de guarda de veículos irregulares.“No dia a dia as pessoas já apresentavam esta demanda aos vereadores. Depois que disponibilizamos a linha 0800, as denúncias aumentaram. As reclamações partem de moradores de diferentes regiões da cidade como o Campo do Serrano, Mosela, Meio da Serra, Quitandinha e Pedro do Rio. Isso confirma que o serviço de recolhimento de carcaças e carros abandonados é falho em toda cidade, ou no mínimo não vem sendo feito com a regularidade necessária”, avalia o presidente da Câmara de Vereadores, Paulo Igor (PMDB).


As denúncias sobre veículos e carcaças abandonadas podem ser passadas pelo 0800-0209208. A ligação é gratuita e pode ser feita de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h. “Levarei pessoalmente estas reclamações ao Gilmar, presidente da CPTrans. A Companhia deve apontar os locais onde as operações devem ser feitas e fiscalizar este serviço”, completa.

Documentos requisitados pela Câmara de Vereadores à CPTrans, durante apuração sobre cobranças irregulares de diárias no serviço de reboque no ano passado, mostram que em seis meses a empresa Rodando Legal movimentou mais de R$ 500 mil. Somente no primeiro semestre de operações 1.643 veículos foram apreendidos - uma média mensal de 272 veículos. A maioria deles flagrada em blitzes quando circulava com documentação irregular pelas principais vias da cidade.
Mostrar histórico de mensagens

“As apreensões de veículos em blitzes são importantes para garantir que os veículos circulem com a documentação regular. É preciso, no entanto, que haja uma “força- tarefa”, concentrando os trabalhos também na retirada de carcaças, que geram problemas para a população. A CPTrans é responsável pela fiscalização aos serviços da empresa Rodando Legal, portanto deve não só apontar os locais onde as operações acontecem, mas também verificar se o serviço está sendo efetivamente feito. Em caso de não cumprimento do contrato é dever da CPTrans punir a empresa”, afirma Paulo Igor.

As denúncias recebidas na Câmara apontam a presença de veículos abandonados ainda no Bairro Esperança, São Sebastião, Serra Velha da Estrela, entre outras localidades. “A Rodando Legal prioriza a apreensão de carros que estão rodando e que serão retirados do depósito pelos donos, pois isso garante rentabilidade financeira. Mas as carcaças e veículos abandonados, que não geram recursos, também precisam ser recolhidas pois prejudicam o trânsito nos bairros, impedem a passagem de carros de grande porte, como o caminhão de lixo, por exemplo. As carcaças representam risco à saúde da população, pois se tornam campo fértil para a proliferação do mosquito da dengue, além de ratos e animais peçonhentos”, alerta o presidente da Câmara.


Cobranças de Vereadores à CPTrans sobre a falta de fiscalização aos serviços da Rodando Legal no ano passado, resultaram na devolução de diárias que haviam sido cobradas à mais de proprietários que tiveram os veículos apreendidos. "Assim como naquela ocasião, a participação da população agora, apontando onde estão os problemas é fundamental. O “Alô Câmara” tem sido um importante instrumento de comunicação entre a comunidade e os vereadores. Hoje estamos destacando as denúncias sobre o problema dos carros abandonados, mas o “Alô Câmara” está disponível para receber todo tipo de demanda da população”, afirma Paulo Igor. O presidente da Câmara lembra que a intenção é facilitar o acesso da população aos vereadores. “Desta forma, cada um de nós exerce seu mandato em sintonia com os anseios da população. A proximidade do Legislativo com a população é positiva para o nosso trabalho, para cidade e para a sociedade petropolitana”, diz.

Nenhum comentário: