NOTA DE REPÚDIO: CONTRA REPRESSÃO DO GOVERNO MUNICIPAL



Nós, do Partido dos Trabalhadores de Petrópolis, repudiamos a atitude repressiva cometida por membros do governo municipal na última manifestação contra o aumento da tarifa do transporte público na cidade.

O ato realizado nesta segunda-feira, organizado através da Frente de Luta Pelo Transporte Público, composta por movimentos sociais, sindicatos e partidos políticos, objetivava a participação na reunião ordinária do Conselho Municipal da Cidade – COMCIDADE, o qual é presidido pelo atual prefeito Rubens Bomtempo, que não estava presente. Porém, os manifestantes, em um primeiro momento, foram impedidos de entrar no auditório da reunião, inclusive, por um membro da Secretaria de Segurança Pública.

Ainda, em meio à confusão, um dos funcionários, violentamente, empurrou a porta de entrada contra os manifestantes, ferindo gravemente, através de estilhaços de vidro, o braço do militante Luiz Felipe Hadesh, Presidente da União Estadual dos Estudantes Secundaristas – UEES e membro da aguerrida União da Juventude Socialista – UJS.

Condenamos esta atitude antidemocrática, repressiva e violenta. Destacamos que é inaceitável tal conduta por parte de integrantes do governo e desaprovamos a omissão de secretários municipais presentes. Não nos intimidaremos e reforçamos a importância de todos os movimentos populares estarem unidos na luta por um transporte público de qualidade e pela legitimação dos conselhos como verdadeiros espaços livres e participativos. 

Yuri Moura
Presidente do PT Petrópolis

Comentários