VALE SOCIAL CHEGA A PETRÓPOLIS


Benefício de gratuidade nos transportes públicos a deficientes físicos e doentes crônicos partir de indicação do vereador Maurinho Branco

Petrópolis é o mais novo município conveniado ao Vale Social, programa da Secretaria de Transportes que oferece gratuidade nos transportes públicos intermunicipais a deficientes e doentes crônicos. Nesta segunda-feira (1/12), a secretária de Transportes, Tatiana Carius, se reuniu com o prefeito Rubens Bomtempo e com o vereador Maurinho Branco (autor da indicação na Câmara Municipal para a implantação deste serviço na cidade), para oficializar a adesão ao convênio.

A vantagem da unificação do benefício é que o usuário poderá utilizar o mesmo cartão para os deslocamentos dentro de sua cidade, assim como em viagens para outros municípios. A partir do convênio, o Estado fica responsável pela elaboração e viabilização do cartão, assim como pelas perícias médicas.

“Foi mais uma vitória para a nossa cidade. Fiz essa indicação nos primeiros meses do meu mandato, em 2013, pois conhecia bem esse projeto da época em que trabalhei na Secretária de Transportes do Estado. Felizmente, a ideia foi bem aceita pelo nosso prefeito, que não mediu esforços para aderir a esse programa”, disse o vereador Maurinho Branco.

Atualmente 35 municípios fazem parte do programa, que contempla mais de 128 mil pessoas. Aos portadores de necessidades especiais são concedidas 60 viagens mensais em cada modal, com validade mínima de dois anos - caso a deficiência seja temporária - ou quatro anos, se a lesão for permanente. Pacientes crônicos tratados em instituições conveniadas ao SUS têm direito entre 10 e 60 viagens por mês, nos modais utilizados para o deslocamento entre a residência e o local de tratamento, com validade de um a quatro anos.

 “Muitos pacientes crônicos que buscam tratamento em outro municípios são obrigados a abandoná-lo por falta de condições financeiras. O objetivo do Vale Social é evitar que isso aconteça, possibilitando o deslocamento dessas pessoas de forma gratuita”, explica a secretária Tatiana Carius.  
Segundo a coordenadora do programa, Dora Nadja Pereira, o objetivo da parceria é dar suporte para que as prefeituras possam realizar todo o procedimento necessário à concessão da gratuidade.  “A partir do convênio, a Secretaria de Transportes disponibiliza tanto a equipe médica, responsável pela perícia que atesta a doença ou deficiência, quanto a tecnologia para operacionalizar o benefício”, destacou a coordenadora do programa.

Via ASCOM