Câmara de Vereadores devolve R$ 350 mil em recursos à prefeitura



Às vésperas do fim do ano legislativo, a Câmara de Vereadores está devolvendo ao Executivo R$ 350 mil economizados do orçamento do ano de 2014. A devolução é o resultado de um modelo de gestão empresarial adotado pelo vereador Paulo Igor (PMDB) desde que assumiu a presidência da Casa. Além de enxugar gastos, a atual gestão vem investindo em modernização, infraestrutura e adotando uma política de valorização dos servidores, com o objetivo de melhorar o atendimento à população. 

 “Mantivemos a otimização de gastos e a redução de despesas, adotadas nos anos anteriores. Este ano, os servidores receberam um reajuste salarial de 10%. -  4,4% de ganho real (acima da inflação, que foi de 5,6%). Investimos também na modernização do departamento de informática, para melhorar as condições de trabalho. Sabemos que ainda há muito a fazer, mas acreditamos que estas medidas contribuem para melhorar o atendimento à população. Ficamos satisfeitos por fazer estes investimentos e ainda assim conseguir devolver um montante para a prefeitura”, explica Paulo Igor.

O presidente frisa que o empenho dos demais parlamentares vem sendo fundamental para que isto seja possível. “Hoje, a Câmara adota uma política de economia de combustível, de telefonia e outros gastos pontuais. Estruturalmente, temos uma equipe enxuta de servidores e na prestação de serviços. Este resultado é fruto do esforço de todos os parlamentares da Casa”, completa.  

Modernização

A modernização do departamento de informática inclui aquisição de equipamentos, softwares e internet. “Além de melhorar as condições de trabalho para os servidores, os investimentos em informática são fundamentais para agilizar o atendimento à população e o acesso às informações sobre a Casa e o trabalho dos vereadores”, pontua.

Paulo Igor lembra que investimentos também foram feitos em melhorias de acessibilidade ao Palácio Amarelo. Em agosto a Câmara adquiriu uma nova cadeira elevador para facilitar o acesso e dar mais conforto aos deficientes físicos e pessoas com dificuldade de mobilidade. “É uma medida aparentemente simples, mas muito importante para democratizar o acesso à Casa, permitindo que estas pessoas tenham melhores condições de trazer a esta casa as suas demandas e que possam participar mais ativamente do trabalho dos vereadores”, considera. A devolução dos R$ 350 mil será feita nesta segunda-feira (22). “A Câmara não pode direcionar onde serão investidos estes recursos, mas estamos certos que eles serão revertidos em benefício da população”, afirma Paulo Igor.  

Comentários