quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Alerj aprova emendas ao orçamento do estado



A Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) aprovou nesta terça-feira (16.12), em discussão única, o orçamento do estado para 2015. O texto será enviado à sanção do governador Luiz Fernando Pezão com 7.144 emendas propostas por deputados, dentre as quais, 1.525 indicadas por Bernardo Rossi (PMDB), parlamentar que mais propôs alterações ao orçamento.  As propostas de Bernardo beneficiam a região serrana com destaque para R$ 369,3 milhões a serem investidos em Petrópolis.

Economia, Saúde e Educação foram as áreas destacadas por Bernardo nas emendas ao orçamento estadual estimado em R$ 81,9 bilhões, dos quais R$ 10,9 bilhões são destinados a investimentos. “As emendas servem para mostrar ao estado onde as cidades esperam aplicação de recursos. Assim como nos exercícios financeiros anteriores, busquei trazer para a cidade maior número de programas e verbas disponíveis. E a cidade, só em 2014, por exemplo, foi contemplada com a reserva de recursos por meio de emendas que garantiram o campus da UERJ, as 500 bolsas na UCP, ambulâncias, ônibus escolares, a regularização fundiária para quatro mil famílias e até mesmo o aluguel social para vítimas das chuvas”, aponta.

Para Petrópolis, a Saúde recebeu maior número de emendas prevendo investimentos em novas estruturas e equipamentos em 2015: R$ 66,3 milhões para a construção de oito clínicas da família, um centro de recuperação de dependentes químicos, quatro ambulâncias, o hospital da mulher e um hemocentro.

Na Educação, Bernardo propôs ainda a reforma e reequipagem de escolas estaduais e a ampliação da unidade da  Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec), mais bolsas de estudos na UCP e a consolidação do campus da UERJ, além da construção de quadras esportivas e praças da juventude, mais de R$ 30 milhões em recursos.

O deputado também reservou, por meio das emendas, verbas para a continuidade do programa de regularização fundiária, reforma de conjuntos habitacionais, além de projetos em prol da agricultura e reforma e manutenção de estradas visando o escoamento da produção.

Bernardo Rossi defendeu ainda por meio de emenda,s os investimentos na área de turismo, um dos pilares da economia da cidade, com projetos diretos e que beneficiem indiretamente as atividades desenvolvidas para recepcionar os mais de um milhão de visitantes que a cidade recebe anualmente.  Entre as emendas, está instalação de um Centro de Convenções (R$ 3 milhões) e de Centros de Atendimento ao Turista em Itaipava e Petrópolis (R$ 750 mil).

“Inclui emenda para garantir a urbanização do Polo de Moda do Bingen (R$ 6 milhões) e ainda verbas para a conclusão das obras do Centro Histórico, que já tem o compromisso do governo estadual de apoiar a prefeitura via Prodetur. No rol de emendas também constam R$ 12,5 milhões para reurbanização da Rua Teresa ainda que o empresariado não tenha se definido pela intervenção. A intenção é garantir todo o investimento que for possível para esta área fundamental para a economia da cidade”, defende Bernardo Rossi.

Para os distritos, especificamente, Bernardo listou uma série de ações que o Estado deve desenvolver tomando como recursos as emendas que apresentou ao orçamento 2015: Farmácia Popular de Itaipava (R$ 3 milhões), duplicação da ponte do Aranha-Ceú (duplicação da Ponte de Bonsucesso (R$ 2,1 milhões), duplicação da ponte de Manga Larga (R$ 2 milhões), UPA de Itaipava (R$ 3 milhões), revitalização urbana de Itaipava (R$ 4 milhões), recuperação e manutenção de estradas vicinais para escoamento da produção agrícola no Bonfim, Brejal e Posse (R$ 2,5 milhões) e preservação de microbacias e nascentes do Bonfim, Itaipava, Secretário, Taquaril (R$ 3,6 milhões).

Nenhum comentário: