segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Liderado por Guédon, mais um partido é fundado em Petrópolis



Rogério Tosta: Com o objetivo de disputar as eleições municipais com um partido que tenha como princípio a Doutrina Social Cristã, 170 pessoas, representando 11 estados, estão fundando o partido Participação, com o número 88. A iniciativa partiu da vontade de militantes políticos que deixaram o PHS, entre eles, Philippe Guédon, depois que o partido tomou um rumo contrário aos ideais de sua fundação. 

A liderança deste movimento, mais uma vez, foi dada a Philippe Guédon, que há muito tempo defende a criação de um partido pautado na Doutrina Social Cristã e fez isto com o PHS até sofrer um golpe interno que alterou o estatuto e elegeu um novo comando nacional. “Muitos que estavam neste partido se sentiram traídos e, como eu, deixaram o PHS. O caminho a ser tomado, inicialmente, era entrar para outra sigla partidária, mas as que existem não nos agradou, por isso, mais uma vez, vamos tentar criar um partido”, comentou Guédon. 

Na sua opinião, os partidos existentes, na sua maioria, foram organizados para tirar vantagem, receber verba e utilizar o programa gratuito nas TVs abertas e com isso acabam negociando tudo, principalmente nos períodos eleitorais. Ainda segundo análise de Guedon, a criação da Participação será feita enquanto o Conselho Nacional não alterar a legislação. Ele lembra que os deputados e senadores podem ressuscitar a cláusula de barreira, o que acabaria com os pequenos partidos. 

“Sobre isto é importante frisar que os maiores casos de corrupção no país, como estamos vendo, como o caso da Petrobras, não são realizados pelos pequenos partidos, mas sim pelos grandes”, frisou Guédon. 

Guedon disse que o momento agora é de coletar as assinaturas de apoio à criação do PAR e para isso não precisa a pessoa se filiar, basta assinar o documento de apoio. De acordo com ele, no momento é necessário conquistar cerca de 520 mil assinaturas em, pelo menos, nove estados. “Vamos fazer este trabalho com a militância nos onze estados que temos apoio e nossa pretensão é que possamos conseguir o registro até dezembro de 2015 para participar das eleições municipais”, comentou Guédon.

Fonte: jornal Tribuna de Petrópolis

Nenhum comentário: