Greve: bancários iniciam paralisação por tempo indeterminado


Os bancários iniciam hoje paralisação por tempo indeterminado. A informação foi divulgada pelo Sindicato dos Bancários de Petrópolis, após assembléia realizada no início da noite de ontem (29). A proposta apresentada pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), na tentativa de evitar a greve, foi considerada “insuficiente, não somente do ponto de vista econômico, mas também porque ignora completamente as demais reivindicações da pauta de reivindicações da categoria”.

Entre as reivindicações dos bancários estão reajuste salarial de 12,5%, piso salarial de R$ 2.979,25, 14º salário, participação nos lucros e resultados de três salários mais parcela adicional de R$ 6.247, vales alimentação e refeição, cesta alimentação, 13ª cesta e auxílio-creche/babá de R$ 724 ao mês.

Ainda de acordo com o Sindicato dos Bancários, as outras demandas são: gratificação de caixa, no valor de R$ 1.042,74; gratificação de função equivalente a 70% do salário do cargo efetivo; e vale-cultura de R$ 112,50 para todos trabalhadores.

“Dependendo da assembleia
fecharemos todas as agências”
- Alexandre Eiras”

Há ainda reivindicações contra as “metas abusivas” e de combate ao assédio moral, bem como isonomia de direitos para afastados por motivo de saúde. Os funcionários dos bancos querem ainda a manutenção dos planos de saúde na aposentadoria, o fim das demissões e da rotatividade, além de contratações, proibição de dispensas imotivadas, aumento da inclusão bancária e combate às terceirizações.

Segundo Alexandre Eiras, diretor de Finanças do Sindicato, existe a possibilidade de 100% de adesão das agências bancárias.

- Dependendo do número de bancários na assembleia fecharemos todas as agências. Ao contrário será feito um revezamento – explicou eiras.

Na proposta apresentada pela Fenaban no último sábado (27), os bancos oferecem reajuste de 7,35% para salários e demais verbas salariais (ante os 7% propostos anteriormente). O valor, segundo a entidade, representa aumento real de 0,94% e de 8% para os pisos salariais (reajuste 1,55% acima da inflação).

Insatisfeito com a proposta apresentada pelos bancos, o Comando Nacional dos Bancários decidiu manter o calendário aprovado anteriormente, com greve por tempo indeterminado a partir de hoje.

Números

33
Agências

650
Bancários

6
Bancos

De acordo com informações fornecidas pela diretoria do Sindicato dos Bancários de Petrópolis, a Cidade Imperial conta atualmente com 650 bancários distribuídos em 33 agências de seis instituições financeiras: Santander, Bradesco, Banco do Brasil, Itaú-Unibanco, Caixa Econômica Federal e HSBC.

Via Diário
Edson Cunha