Bancários entram em greve a partir de terça-feira


Os bancários de Petrópolis aprovaram entrar em greve por tempo indeterminado a partir da próxima terça-feira, dia 30. A decisão de parar as atividades nas agências da cidade foi tomada por unanimidade em assembleia realizada nesta quinta-feira (25/09).

Segundo Alexandre Eiras, diretor de Finanças do Sindicato dos Bancários de Petrópolis, os trabalhadores rejeitaram proposta dos bancos de 7%. A categoria reivindica 12,5% de aumento, além de melhorar a distribuição de lucros dos bancos e o fim das metas abusivas.
- Na nossa pauta de reivindicação também está o pedido do fim do assédio moral – explicou Alexandre. 

Ainda de acordo com o diretor de Finanças, os banqueiros convidaram os bancários para uma reunião hoje em São Paulo. Porém uma nova assembleia está marcada para segunda-feira, para ratificar o movimento que pretende paralisar as agências dos bancos por tempo indeterminado.

- Os bancos nos chamaram para um encontro amanhã (hoje). Só queremos igualdade de oportunidades – explicou Alexandre.  

A presidente em exercício do Sindicato dos Bancários do Rio, Adriana Nalesso vai mais longe. 

- Não estamos rejeitando apenas o reajuste. Há muitas cláusulas sociais que não foram atendidas pelos bancos. Entre elas, o combate às metas abusivas e ao assédio moral, que provocam doenças na categoria – explicou
.
A representante informou ainda que o fim da desigualdade de gênero, que faz a mulher ganhar cerca de 40% menos do que os homens, também faz parte das reivindicações. 

- Todas são medidas importantes que não estão sendo acolhidas pela Febraban – argumenta a presidenta do sindicato do Rio.

Petrópolis conta atualmente com 650 bancários distribuídos em 33 agências de seis instituições financeiras: Santander, Bradesco, Banco do Brasil, Itaú-Unibanco, Caixa Econômica Federal e HSBC.

Via Diário
Edson Cunha

Comentários