Hugo Leal quer ser seu representante em Brasília

O Blog do Eduardo Ferreira abre espaço para todos os candidatos a deputado federal e estadual por Petrópolis, confira as regras aqui.
 Conheça o candidato a deputado federal pelo PROS Hugo Leal:

ASCOM: Hugo Leal está em seu segundo mandato como deputado federal e quer dar continuidade ao seu trabalho como representante do Estado do Rio de Janeiro na Câmara dos Deputados. Na história de Petrópolis, foi o deputado federal que mais conquistou verbas para o município. 
As emendas de sua autoria já somam quase R$ 15 milhões, destinadas principalmente para a saúde. Foi apontado pela Revista Veja como o segundo deputado que mais trabalhou por um Brasil moderno e competitivo em 2012.

Hugo é presidente regional do PROS no Rio, coordenador da bancada fluminense, vice-líder do governo federal e presidente da Frente Parlamentar em Defesa do Trânsito Seguro. Na Câmara, é membro de diversas comissões. Ao longo de seus dois mandatos, apresentou cerca de 90 projetos de Lei. Hugo é, também, relator parcial da reforma do Código Civil. 

Desde 2008, a Lei Seca, de sua autoria, é um marco no combate à violência no trânsito. Além disso, Hugo atuou ativamente para que a obra da BR-040 saísse do papel e conseguiu a destinação por parte do Governo Federal de R$ 200 milhões para a ligação Bingen-Quitandinha. 

Ele é autor da emenda parlamentar que aprovou a instalação de uma Academia da Saúde em Itaipava. Também indicou ao Governo Federal locais para outras quatro academias: Castelo São Manoel, Quitandinha, Cremerie e Carangola. Com as verbas destinadas pelo deputado, serão comprados equipamentos para o Hospital Alcides Carneiro como o aparelho de ressonância magnética. O primeiro da rede pública de saúde do município.

O Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU), na Posse, foi outra obra articulada pelo parlamentar. O CEU vai integrar pro¬gramas e ações culturais, esportivas, de lazer e quali¬ficação profissional.

Hugo Leal aponta dar continuidade ao seu trabalho de buscar verbas para serem aplicadas na saúde; manutenção de políticas para a prevenção de acidentes de trânsito e assistência às vítimas; desenvolvimento de ações e apoio aos projetos de esporte, lazer e inclusão social e apoio às entidades de assistência social.