sábado, 5 de julho de 2014

Prefeitura apresenta projeto que cria coordenadoria do bem estar animal



O projeto de lei da Prefeitura que transforma o Núcleo de Bem Estar Animal em Coordenadoria foi apresentado na Câmara Municipal na última terça-feira (1º/7). Caso a proposta seja aprovada pelos vereadores, o município terá mais estrutura e mais profissionais técnicos para o cuidado com animais. Hoje há apenas uma veterinária no núcleo. O projeto de lei da Prefeitura cria mais oito cargos técnicos para a coordenadoria, entre eles um veterinário de equinos, um veterinário de animais silvestres e um especialista em comportamento animal.

As metas iniciais da coordenadoria são: reestruturar o curral de apreensão, estabelecer parcerias com o terceiro setor e planejar e executar ações emergenciais voltadas para o bem estar animal.“O prefeito Rubens Bomtempo entende que a demanda é muito grande e que providências devem ser tomadas, por isso encaminhou o projeto de lei à Câmara”, disse a atual chefe do Núcleo de Bem estar Animal, veterinária Rosana Portugal.

Com o projeto, a Coordenadoria de Bem Estar Animal passará a ser a responsável pelo curral de apreensão de cavalos, que está sendo reformado e reestruturado pela Prefeitura. Além disso, com mais técnicos, a coordenadoria irá intensificar as feiras de adoção de animais e as ações de fiscalização de maus tratos.

Rosana Portugal lembrou que a Prefeitura vinha recebendo diversos abaixo-assinados relacionados ao bem estar animal. Por isso, o governo municipal elaborou o projeto buscando atender o maior número possível dos pedidos. “É fundamental que esse projeto vire lei, mas que seja da melhor forma possível para a sociedade. É importante destacar que todos os cargos criados são técnicos. A maioria é de pessoas que já me ajudavam voluntariamente. Um desses cargos é exclusivamente para buscar convênios com os governos federal e estadual e a iniciativa privada, para trazer recursos ao município para o bem estar animal”, explicou Rosana Portugal. O projeto agora passará por tramitação normal na Câmara Municipal, antes de votado.

Nenhum comentário: