quarta-feira, 4 de junho de 2014

Profissionais da educação cobram o legislativo e dão uma lição de garra em Petrópolis


Eu tenho muito orgulho de ser parceiro do Sepe Petrópolis, estar sempre ao lado desses guerreiros e guerreias que mantém a qualidade do ensino na Cidade Imperial apesar de todos os acordos não cumpridos, de todas as tentativas de desacelerar os movimentos pelos direitos dos profissionais da educação, apesar de todos os escândalos enfrentados, da falta de merenda escolar, do problema com os ônibus das nossas crianças, da falta de professores e da ''chamada homeopática'' de profissionais como só um governo que demonstra a cada dia falta de compromisso com a educação pode fazer. 

Os profissionais da educação que foram para porta da Câmara Municipal de Petrópolis pedir audiência pública dão mais uma vez uma lição de coragem para um povo que esta acostumado a reclamar da sua zona de conforto. 

Não é de hoje que tenho defendido aqui uma audiência pública para educação, mas o vereador líder do governo Bomtempo na CMP Thiago Damaceno sempre encontra uma maneira de fugir do tema, de desviar das respostas que todos queremos, eu nunca imaginei ver o líder de um governo como presidente de uma comissão tão importante, é garantia de lentidão e burocracia no mínimo. Minha modestíssima opinião! 

Quero ver o nobre vereador agora sair e falar de cara limpa com os profissionais da educação, explicar seus motivos para não fazer o que todos exigimos, acho que precisamos lembra-lo de onde vem seu gordo salário e o de todos os políticos dessa cidade. A classe reivindica reajuste salarial de 20%, o cumprimento da Lei Federal de 1/3 da carga horária para planejamento fora da sala de aula, além da redução de 40 para 30 horas semanais para carga horária do administrativo.

Segundo representantes, não houve resposta da prefeitura no encontro que aconteceu hoje, portanto, eles farão uma paralisação na próxima semana.



Nenhum comentário: