Ex secretário de Mustrangi fala sobre escola abandonada em Araras


Paulo Mustrangi reagiu com indignação ao tomar conhecimento  da  acusação do atual prefeito da cidade Rubens Bomtempo,  a respeito da escola Professor Prado em Araras que se encontra em ruínas: " Isso é um absurdo! ". Ele continua:

"Essa construção tem mais de 60 anos. Quando fui conhecer o local, a reforma foi um pedido feito a mim pela comunidade."

Segundo Stenio Nery, secretário de obras durante o governo Mustrangi, se houve negligência, foi do próprio governo Bomtempo: " em vez de criticar, eles deviam é dar continuidade à obra". Ele observou que,  devido a uma denúncia feita por Leonardo França ( que por sua vez também tentou impedir a construção das UPAs ), as reformas foram paralisadas para que todo processo fosse regularizado de acordo com as exigências do INEA( Instituto Estadual do Ambiente), no entanto, como já estavam no final do mandato, não havia tempo hábil.  Foi feito então um acerto de contas para que a administração seguinte buscasse a liberação junto ao órgão e desse continuidade ao  projeto, o que não aconteceu.

"Era uma construção muito antiga que jamais havia passado por algum tipo de manutenção" recorda o ex-secretário. E prossegue: "quando chegamos encontramos a escola em péssimas condições, completamente destruída, totalmente sem condições de uso. Não tinha refeitório, os alunos comiam na própria carteira; e era apenas um banheiro pra todo mundo. Como um profissional podia trabalhar naquelas condições? E como um aluno podia aprender alguma coisa daquele jeito?" , e completa: " não tinha mais telhado e o forro estava desabando. Havia a real possibilidade de um acidente fatal, colocando em risco de vida para os alunos e professores".

Stênio faz questão de ressaltar que foi cogitado a compra de um terreno para a construção de uma nova escola para a comunidade, mas por se tratar de uma área nobre, como o custo era alto demais,  e acabaram decidindo  pela reforma; e que durante o período das obras, um outro prédio próximo ao local foi alugado para que os alunos pudesse continuar frequentando as aulas.

Durante o governo Mustrangi, mais de 60 escolas e creches foram construídas e reformadas e entregues à população. A escola Geraldo Ventura, no Meio da Serra, passou por processo semelhante ao da escola de Araras, porém as obras foram executadas e concluídas com sucesso.

Paulo Mustrangi finaliza: " Essa situação foi provocada por eles mesmos. Se houve incompetência, foi da administração atual que não deu segmento ao trabalho por nós iniciado e por eles interrompido."

Comentários