sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Campanha alerta contra risco de diabetes em animais



A doença atinge mais de 13 milhões de brasileiros e é decorrente da má alimentação e do sedentarismo. A Diabetes pode causar cegueira, amputação de membros e, a longo prazo, pode levar a morte. Além dos seres humanos ela também atinge os animais e sua prevalência vem aumentando em animais domésticos. A fim de fazer o diagnóstico precoce da doença, a Veterinária Petrópolis vai oferecer neste mês, o teste gratuito de glicemia para cães e gatos. Os interessados devem procurar a unidade nos próximos dias 20, 21, 22, 27 e 28 durante o horário comercial.

De acordo com o médico veterinário Bruno Ribeiro, a doença é mais comum em cães de menor porte, como os das raças Poodle, Yorkshire e Cocker Spaniel. Os de grande porte, notadamente os labradores e pastores, também são predispostos. As fêmeas apresentam a doença com mais frequência, assim animais idosos e obesos. Os gatos também podem ter a doença.

Com a identificação precoce da diabetes, Bruno ressaltou que é mais fácil tratar a doença. “Quanto mais cedo ela é identificada, mais fácil é o tratamento”, disse. Ele comentou ainda que a campanha tem como objetivo conscientizar a população sobre a importância da alimentação saudável e do check-up periódico.

Para fazer o exame, os animais devem estar preferencialmente em jejum. O resultado é imediato. A expectativa, segundo Bruno, é a de atender cerca de 200 animais durante a campanha.

Esta ação faz parte de um programa mais extenso de manutenção da saúde, que será realizado periodicamente no ano de 2015, marcando os 45 anos de fundação da Veterinária Petrópolis.

A Clínica Veterinária Petrópolis fica na Rua Coronel Veiga, nº 996. Mais informações no telefone (24) 2242-1788.

Serviço:
Teste de Glicemia para cães e gatos
Local: Clínica Veterinária Petrópolis
Endereço: Rua Coronel Veiga, nº 996
Telefone: (24) 2242-1788
Leia mais...

PETRÓPOLIS: Bancários fazem manifestação na Caixa Econômica



O Sindicato dos Bancários de Petrópolis fará uma manifestação durante a tarde de hoje nas agências da Caixa Econômica Federal da cidade, ambas na Rua do Imperador. Em ato denominado “Caixa 100% pública”, os sindicalistas pretendem alertar a população sobre rumores de que o governo federal pretende abrir o capital público do banco estatal em 2016.

Em nota, o SindBancários afirma que tornar a CEF uma empresa de mercado é abrir brechas para a privatização, ameaçando a viabilização de programas sociais, como Bolsa-Família, habitação e seguro-desemprego. 

- Seu compromisso de combater a desigualdade social não pode ser colocado em risco. Acreditamos que a Caixa deve continuar sendo um banco público e social. E, conforme estabelece sua missão, atuar na promoção da cidadania e do desenvolvimento sustentável do país, como instituição financeira, agente de políticas públicas e parceira estratégica do Estado brasileiro – declararam.

Os bancários lembram ainda que a Caixa Econômica Federal é o banco que mais contratou no Brasil. Entre 2003 e 2013, 67,691 novos funcionários foram admitidos.  
Leia mais...

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

PETRÓPOLIS: MÃE LUTA PARA CONSEGUIR NEUROCIRURGIÃO PARA BEBÊ COM HIDROCEFALIA


Desde o nascimento prematuro de sua filha Vitória Machado da Costa, Patrícia Ribeiro Machado vive um drama da vida real em busca de um neurocirurgião para seu bebê de apenas dois meses.  A criança que esta internada UTI Neonatal do Hospital Alcides Carneiro, em Corrêas, tem hidrocefalia, - acúmulo excessivo de líquido cefalorraquidiano dentro do crânio, que leva ao inchaço cerebral -  e precisa  com urgência fazer uma cirurgia.
“O médico me disse que já havia enviado a direção do hospital uma avaliação do neurocirurgião, mas que não tinha obtido resposta e que havia enviado outro pedido para hospital e que nada havia acontecido, minha filha precisa o mais rápido possível de uma cirurgia. Peço a ajuda de um neurocirurgião para opera-la.” Declarou Patricia.
A foto usada foi autorizada pela mãe, Patrícia Ribeiro Machado.

Causas

No interior do cérebro existem espaços chamados de ventrículos, que são cavidades naturais que se comunicam entre si e são preenchidas pelo líquido cefalorraquidiano (LCR) ou liquor, como também é conhecido. A hidrocefalia acontece quando a quantidade desse líquido aumenta dentro do crânio. Este aumento anormal do volume de liquor dilata os ventrículos e comprime o cérebro contra os ossos do crânio, provocando uma série de sintomas que necessitam de tratamento de emergência para prevenir danos mais sérios. A hidrocefalia, muitas vezes, pode ser detectada antes mesmo do nascimento, por meio de ultrassonografias periódicas.

Hidrocefalia: Saiba mais, aqui.

Leia mais...

Em 10 dias “Alô Câmara” recebeu denúncias de 58 veículos abandonados em bairros

Paulo Igor levará pedidos de retirada ao presidente da CPTrans



Em 10 dias o “Alô Câmara”, linha direta entre a população e a Câmara de Vereadores, recebeu informações sobre a necessidade de retirada de 58 veículos abandonados em vias públicas de diferentes bairros da cidade. A obrigatoriedade de recolhimento de veículos e carcaças abandonadas faz parte do contrato firmado no ano passado entre a Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans) e a empresa Rodando Legal, que é responsável pela apreensão de guarda de veículos irregulares.“No dia a dia as pessoas já apresentavam esta demanda aos vereadores. Depois que disponibilizamos a linha 0800, as denúncias aumentaram. As reclamações partem de moradores de diferentes regiões da cidade como o Campo do Serrano, Mosela, Meio da Serra, Quitandinha e Pedro do Rio. Isso confirma que o serviço de recolhimento de carcaças e carros abandonados é falho em toda cidade, ou no mínimo não vem sendo feito com a regularidade necessária”, avalia o presidente da Câmara de Vereadores, Paulo Igor (PMDB).


As denúncias sobre veículos e carcaças abandonadas podem ser passadas pelo 0800-0209208. A ligação é gratuita e pode ser feita de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h. “Levarei pessoalmente estas reclamações ao Gilmar, presidente da CPTrans. A Companhia deve apontar os locais onde as operações devem ser feitas e fiscalizar este serviço”, completa.

Documentos requisitados pela Câmara de Vereadores à CPTrans, durante apuração sobre cobranças irregulares de diárias no serviço de reboque no ano passado, mostram que em seis meses a empresa Rodando Legal movimentou mais de R$ 500 mil. Somente no primeiro semestre de operações 1.643 veículos foram apreendidos - uma média mensal de 272 veículos. A maioria deles flagrada em blitzes quando circulava com documentação irregular pelas principais vias da cidade.
Mostrar histórico de mensagens

“As apreensões de veículos em blitzes são importantes para garantir que os veículos circulem com a documentação regular. É preciso, no entanto, que haja uma “força- tarefa”, concentrando os trabalhos também na retirada de carcaças, que geram problemas para a população. A CPTrans é responsável pela fiscalização aos serviços da empresa Rodando Legal, portanto deve não só apontar os locais onde as operações acontecem, mas também verificar se o serviço está sendo efetivamente feito. Em caso de não cumprimento do contrato é dever da CPTrans punir a empresa”, afirma Paulo Igor.

As denúncias recebidas na Câmara apontam a presença de veículos abandonados ainda no Bairro Esperança, São Sebastião, Serra Velha da Estrela, entre outras localidades. “A Rodando Legal prioriza a apreensão de carros que estão rodando e que serão retirados do depósito pelos donos, pois isso garante rentabilidade financeira. Mas as carcaças e veículos abandonados, que não geram recursos, também precisam ser recolhidas pois prejudicam o trânsito nos bairros, impedem a passagem de carros de grande porte, como o caminhão de lixo, por exemplo. As carcaças representam risco à saúde da população, pois se tornam campo fértil para a proliferação do mosquito da dengue, além de ratos e animais peçonhentos”, alerta o presidente da Câmara.


Cobranças de Vereadores à CPTrans sobre a falta de fiscalização aos serviços da Rodando Legal no ano passado, resultaram na devolução de diárias que haviam sido cobradas à mais de proprietários que tiveram os veículos apreendidos. "Assim como naquela ocasião, a participação da população agora, apontando onde estão os problemas é fundamental. O “Alô Câmara” tem sido um importante instrumento de comunicação entre a comunidade e os vereadores. Hoje estamos destacando as denúncias sobre o problema dos carros abandonados, mas o “Alô Câmara” está disponível para receber todo tipo de demanda da população”, afirma Paulo Igor. O presidente da Câmara lembra que a intenção é facilitar o acesso da população aos vereadores. “Desta forma, cada um de nós exerce seu mandato em sintonia com os anseios da população. A proximidade do Legislativo com a população é positiva para o nosso trabalho, para cidade e para a sociedade petropolitana”, diz.
Leia mais...

Prefeitura divulga horários e locais das provas do concurso da educação



Os candidatos inscritos para o concurso da Educação da Prefeitura de Petrópolis já podem ter acesso aos cartões de convocação para as provas, marcadas para o dia 1º de março. O local, a sala e o horário de realização estão disponibilizados para os 4.752 inscritos no site www.ibfc.org.br.

Na parte da manhã, os portões abrem às 7h30, fecham às 8h15 e as provas têm início às 8h30. Já na parte da tarde, os candidatos podem chegar das 13h30 às 14h15 porque as provas vão começar às 14h30. As provas objetivas terão duração de quatro horas e o tempo de permanência mínima na sala, depois do início, é de duas horas.

Os candidatos devem comparecer ao concurso munidos do original de documento de identidade oficial com foto, de caneta esferográfica de tinta azul ou preta e cartão de convocação para as provas.

O secretário de Administração, Henrique Manzani, pediu a atenção de todos os candidatos.

- Estamos cumprindo todo o cronograma e esperamos que tudo ocorra da forma mais tranquila e organizada possível. Por isso é importante que todos os inscritos acessem os seus cartões de confirmação pelo site e compareçam dentro do horário e com todos os documentos ao local da prova.
Leia mais...

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Em Petrópolis foram registrados dois casos de malária


Ao todo, foram registrados 14 casos da doença.
Secretaria Estadual de Saúde descarta surto.


A Superintendência de Vigilância Epidemiológica e Ambiental da Secretaria de Estado de Saúde (SES) afirmou nesta quarta-feira (25) que não há surto de malária no estado do Rio de Janeiro. Em nota enviada ao G1, o órgão afirmou que foram registrados 14 casos da doença e os locais de infecção são os municípios de Miguel Pereira, com três casos, e, na Região Serrana, Nova Friburgo e Petrópolis, com dois registros em cada cidade, e Teresópolis, com uma pessoa infectada. A origem dos outros seis casos já confirmados permanece em investigação.

Já o Ministério da Saúde informou que foi notificado pela SES sobre os 14 casos em pessoas com histórico de deslocamento para áreas cobertas de Mata Atlântica e arredores. O ministério disse que está acompanhando a investigação dos casos que ocorreram nas últimas três semanas na Região Serrana do estado. Apesar disso, não foram notificados casos graves da doença.

Segundo dados do estado, anualmente, são registrados casos de malária, ou seja, não é possível afirmar que a doença esteja erradicada no estado. De acordo com o Ministério das Saúde, em 2013, o Brasil registrou o menor número de casos de malária dos últimos 33 anos, com 178.614 casos notificados, representando uma queda de 71% comparado aos 615.246 casos notificados no ano 2000.

“A Incidência Parasitária Anual (IPA), que mensura o risco de se contrair malária, reduziu na região Amazônica quase 80% no mesmo período, passando de 29,4 casos/1000 habitantes em 2000 para 6,3 em 2013, alterando a situação do país de médio para baixo risco em contrair malária”, disse trecho da nota divulgada pelo governo federal.

Para a secretaria estadual de saúde, a situação é de alerta apenas para pessoas que circulam em regiões próximas de área de Mata Atlântica, já que o forte calor favorece o desenvolvimento do mosquito. “Como a transmissão ocorre em ambiente silvestre, a orientação para as pessoas que tenham frequentado áreas de Mata Atlântica e apresentem quadro febril é para que busquem atendimento médico, informando o histórico de viagem, para facilitar o diagnóstico e o início de tratamento adequado”, afirmou a SES.

A reportagem do G1 também entrou em contato com Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), responsável por estudar e identificar a doença, e foi informada que a população pode fiar tranquila. Especialistas da Fiocruz afirmaram que  o diagnóstico rápido é fundamental e o “Malária-Fone” está disponível para atender profissionais de saúde que precisem de auxílio em casos suspeitos.

O Ministério da Saúde disse que financia estudo da Fiocruz, em parceria com o Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, para sequenciar por completo o genoma do Plasmódio encontrado na Mata Atlântica. O objetivo é identificar a origem do parasito e o envolvimento de outros animais, como macacos, no ciclo de transmissão. Isso ajudará a traçar estratégias para a eliminação da malária na região.

Fonte G1
Leia mais...

Juiz determina suspensão do WhatsApp no Brasil


TERESINA — O juiz da Central de Inquérito da Comarca de Teresina Tribunal de Justiça do Piauí, Luiz Moura Correia, determinou que a companhia de telefonia Vivo suspenda temporariamente até o cumprimento da ordem judicial o WhatsApp em todo o país.

Ele informou que o motivo da suspensão do Whatsapp em todo o Brasil não pode ser explicado porque a ação tramita em segredo de Justiça.

A empresa de telefonia Vivo foi comunicada da decisão do juiz Luiz Moura Correia em 19 de fevereiro por meio de um ofício do delegado Éverton Ferreira de Almeida Férrer, do Núcleo de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública do Piauí.

O prazo para a suspensão é de 24 horas e atinge os domínios whatsapp.net e whatsapp.com.
"Suspenda temporariamente até o cumprimento da ordem judicial, em todo território nacional, em caráter de urgência no prazo de 24 horas após o recebimento, o acesso através dos serviços da empresa aos domínios whatsapp.net e whatsapp.com, bem como todos os seus subdomínios e todos os outros domínios que contenham whatsapp.net e whatsapp.com em seus nomes e ainda todos números de IP (Internet Protocol) vinculados aos domínios já acima citados", determina o juiz Luiz Moura Correia.

O juiz Luiz Moura Correia diz, em sua sentença, que a empresa de telefonia deve garantir a suspensão do tráfego de informações de coleta, armazenamento, guarda e tratamento de registros de dados pessoais ou de comunicações entre usuários do serviço e servidores da aplicação de trocada de mensagens multiplataforma denominada WhatsApp, em que pelo menos um desses atos ocorra em território nacional.

A Vivo ingressou com recurso na Justiça para cassar a decisão tomada pelo juiz Luiz Moura Correia em 11 de fevereiro, antes de cumpri-la.


Via Extra
Leia mais...

Família encontra portão do cemitério fechado na hora do enterro


No início da semana, a perda da senhora Gilda Anastácio não foi o único motivo de sofrimento para sua família. Segundo Dilséa Fernandes, ao chegar ao Cemitério Municipal de Benfica para o sepultamento de sua tia previsto para 14h a família foi informada por um funcionário que o zelador do cemitério havia se sentido mal e teria deixado o local para buscar atendimento em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA).  

Informados que o enterro seria às 15h por conta de outro sepultamento que aconteceria às 14h, a família chegou ao local por volta de 15:30, foi quando tiveram a infeliz notícia que não havia chave para abrir o portão do cemitério. 

Dilséa relata ainda que o pastor que acompanhava a família emprestou chaves de fenda para que o portão fosse arrombado, mais acima a família se deparou com um segundo portão, também trancado, e foi então que familiares encontraram uma solução. Passar por trás do cemitério onde todos tiveram que pular uma cerca de arame como mostram as fotos enviadas pela leitora.

Em respeito à família os rostos de todos os presentes foram desfocados. 
MINHA OPINIÃO: Não tenho muito a dizer sobre essa situação difícil, revoltante e constrangedora para essa família de trabalhadores petropolitanos.  Em momento algum o funcionário que deixou o local por uma questão de saúde pode ser responsabilizado, mas a administração do Cemitério e a Prefeitura de Petrópolis deveriam, essa família tem todo direito de procurar a justiça e buscar reparos para tamanha falta de respeito. 

Leia mais...

Sirenes de alerta vão ser obrigatórias em todo o estado


Projeto dos deputados licenciados Bernardo Rossi e Rafael Picciani, ambos do PMDB, quer assegurar, por lei, a instalação de sirenes de alerta de chuvas em todo o Estado do Rio, em áreas já mapeadas e que vierem a ser identificadas como de risco pela Defesa Civil. O projeto de lei 498/11 foi aprovado em primeira discussão pela Assembleia Legislativa do Rio nesta terça-feira (24.02). Atualmente, o governo do estado já instalou sistemas do tipo em 16 municípios, atendendo a mais de 130 mil pessoas.

Nas cidades serranas de Petrópolis,Teresópolis e Friburgo  há 83 equipamentos instalados. Os parlamentares, no entanto, querem todas as áreas de risco fluminenses sejam cobertas pelas sirenes.

Na justificativa do projeto, os deputados lembram episódios em que sistemas de alerta salvaram vidas e explicam como funcionará a gestão dos sistemas:  "Os equipamentos terão que ser monitorados pelos técnicos das Defesas Civis dos municípios, sob coordenação da Defesa Civil estadual. Os técnicos devem disparar o alarme quando houver previsão de chuvas acima de 40 milímetros".

“Este tipo de equipamento pode e deve ser usado em outras áreas sempre com a avaliação da Defesa Civil", afirma Bernardo Rossi. Para o parlamentar o sistema de alertas,  usado em inúmeros países com incidência de acidentes climáticos e que investe em prevenção devem ser tornar obrigatório em todo o país. “ Além da região serrana, cidades de baixada sofrem com inundações e as sirenes também podem ser usadas nestes casos”, completa.

"Esse projeto é uma das ideias que saíram da série de encontros com técnicos de todas as áreas de Defesa Civil ouvidos pela Casa durante a CPI das Chuvas, Mais do que ser um investimento espontâneo ele passa, com a lei, a ser obrigatório e a população tem assim mais chances de cobrar sua aplicação", afirma Rafael Picciani.
Leia mais...

STJ proíbe matrícula de crianças menores de 6 anos no ensino fundamental



Crianças menores de 6 anos de idade não poderão mais ser matriculadas no ensino fundamental, conforme decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ). A Corte modificou acórdão do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF-5) que permitia que crianças que completassem 6 anos após 31 de março fossem matriculadas no ensino fundamental em Pernambuco, desde que tivessem a capacidade intelectual comprovada por meio de avaliação psicopedagógica.

A decisão do TRF-5 foi motivada por ação civil pública apresentada pelo Ministério Público Federal contra os critérios fixados nas resoluções Número 1 e 6 do Conselho Nacional de Educação (CNE). No entanto, para o ministro Sérgio Kukina, relator dos recursos na Primeira Turma do STJ, a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) é clara ao definir que o ensino fundamental obrigatório inicia-se aos 6 anos.

“A insofismável circunstância de que a criança, após a data de corte, 31 de março, pudesse completar seis anos ainda ao longo do ano letivo não indica desarmonia ou afronta ao aludido Artigo 32, até porque o artigo 29 da mesma LDB, de forma coerente, estabelece que o ciclo etário alusivo ao antecedente ensino infantil abarca crianças de ‘até 6 anos de idade’, evitando indesejado hiato etário que pudesse acarretar prejuízo aos infantes”, argumentou o ministro em seu voto proferido em dezembro do ano passado e divulgado ontem (23) pelo STJ.

O relator ressaltou ainda que o critério cronológico para a iniciação no ensino fundamental não foi definido “aleatoriamente”, mas sim precedido de diversas audiências públicas e sugestões de especialistas. Para Sérgio Kukina, a simples leitura dos dispositivos da LDB mostra que não há ilegalidade nas resoluções do CNE que impedem o acesso de crianças abaixo de 6 anos ao ensino fundamental.

Além disso, o ministro relator destacou que a eventual modificação da idade mínima para ingresso no ensino fundamental por parte do Poder Judiciário representaria uma “invasão de competência” na tarefa do Poder Executivo na tarefa de definir diretrizes educacionais no âmbito do ensino fundamental.

O caso foi analisado pelo STJ depois que a União recorreu da decisão do TRF-5 que possibilitou a matrícula de crianças menores de 6 anos no ensino fundamental em Pernambuco. O Ministério Público Federal também recorreu ao STJ para que o então entendimento do TRF-5 fosse válido em todo o território nacional e não apenas aos pernambucanos.



Leia mais...

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Adolescentes são alvo de assaltos na Avenida Koeler


Ariane Nascimento - A Avenida Koeler, além de abrigar alguns dos casarões históricos de Petrópolis, como o Palácio Sérgio Fadel, onde hoje funciona a Prefeitura, a Casa da Princesa Isabel e também o Palácio Rio Negro, tem sido também ponto de eventos que vão na contramão da beleza da via. Pela falta de movimento, estudantes tem sido alvo de assaltos em plena luz do dia na localidade, o que reacende outro problema, a falta de segurança nas ruas históricas da Cidade de Pedro.

Nas vésperas do Carnaval, duas estudantes de 16 anos que saíam da escola na Rua Raul de Leoni e se encaminhavam para o curso de inglês, por volta das 15h, foram abordadas por um homem, segundo relatos, bem vestido que as ameaçou enquanto pedia os pertences. “A minha filha é muito tímida, toda quietinha e nem entendeu de início o que estava acontecendo. Segundo elas me contaram o homem chegou falando 'passa o celular se não eu meto bala', elas acabaram entregando as coisas e desesperadas procuraram abrigo no Palácio Rio Negro”, contou Andresa Ferreira, mãe de uma das vítimas.

Segundo ela, a rua, que é um dos principais pontos turísticos, não tem qualquer fiscalização ou ronda escolar, apesar de ter escolas ao redor e cursos na própria via, para onde as meninas iam. A preocupação da mãe, no entanto, é outra.

“Logo depois que elas conseguiram me ligar acionamos a polícia, que claro demorou para chegar o homem já estava bem longe. Não há nem sequer câmeras de monitoramento aqui. O meu medo é que se ele chegasse e colocasse as meninas para dentro do carro, ninguém ia ver nada. Porque falamos aqui do celular que foi roubado, que não é aceitável de maneira nenhuma, mas é um bem que podemos trabalhar e comprar outro, mas e a vida das meninas em risco, este é o fato principal”, lamentou a mãe da adolescente.

O assalto às adolescentes não foi o primeiro caso registrado. Há cerca de dois anos que as escolas e cursos da redondeza, englobando, além da Avenida Koeler, a Rua da Imperatriz e também a Avenida Ipiranga, se mobilizaram para pedir mais segurança para os alunos. Aconteceram reuniões com o Juiz da Vara da Infância e também com representantes de alto escalão da Polícia Militar de Petrópolis. O problema foi sanado, mas apenas naquele momento.

“No ano passado ainda ouvi novos relatos de alunos nossos que chegavam aqui contanto sobre os incidentes. O que nos deixou mais chateados desta vez foi que aconteceu em plena luz do dia. Se os pais não puderem confiar em deixar as crianças andarem na rua neste horário é o fim. A ronda escolar que tínhamos tem muito tempo que não vejo mais. Temos alunos aqui a partir de cinco anos, mas crianças com 10 anos, que ou os pais tem escritórios no centro ou moram em estudam nas proximidades vem para o curso sozinhas, precisamos de mais policiamento e fiscalização”, pediu a gerente do curso de inglês Cultura Inglesa, Elisabete Thess, local onde as meninas iam no momento do assalto.

O comandante do 26º Batalhão da Polícia Militar, o tenente-coronel Marcelo Quinhões, disse que vai reativar a fiscalização nos locais citados pela reportagem com a volta às aulas. “Sabemos desse trabalho que era realizado desde o ano passado e retornaremos com patrulhamento ostensivo na região”, disse.

fonte: Tribuna de Petrópolis
Leia mais...

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Temporal e ventania derrubam árvores e postes em Petrópolis


Local ficou energizado e uma pessoa ficou presa dentro do carro.
Incidente aconteceu na tarde desta segunda (23), no Bonfim.

Após um temporal com forte vento na tarde desta segunda-feira (23), em Petrópolis, Região Serrana do Rio, vários postes de energia elétrica e árvores foram derrubados na Rua Agostinho Goulão, na localidade do Bonfim, bairro Corrêas.

Segundo o Corpo de Bombeiros de Itaipava, uma pessoa ficou presa dentro de um carro, pois o local estava energizado. A equipe ainda está no local.

Via G1
Leia mais...

domingo, 22 de fevereiro de 2015

Mulher é morta a pedradas após suposto estupro no bairro Siméria em Petrópolis, no RJ



Um mulher de 35 anos foi encontrada morta na manhã deste sábado (21) na Rua Presidente Sodré, bairro Siméria, em Petrópolis, Região Serrana do Rio. Cíntia dos Santos Rosa foi espancada até a morte com pedradas na cabeça. Segundo informações da Polícia Militar, a vítima teria sido estuprada antes de ser assassinada.

A perícia esteve no local e o corpo foi encaminhado para Instituto Médico Legal (IML) no bairro Corrêas. O IML está realizando a necrópsia na tarde deste sábado. O laudo irá constatar se a vítima foi, ou não, estuprada. O caso está sendo investigado por policiais da 105ª Delegacia de Polícia.

Do G1 Região Serrana
Leia mais...

sábado, 21 de fevereiro de 2015

Empresário vítima de atentado precisa de doação de sangue tipo O



O empresário que foi vítima de um atentado na tarde da última sexta-feira (20) está internado em estado grave no Hospital Santa Teresa (HST) e precisa de doação de sangue tipo O positivo e negativo.

Guaraci Oliveira e Silva, de 47 anos,  gerente de logística e compras na GE Celma, foi atingido por quatro tiros, disparados por dois homens que estavam em uma moto, quando passava pela rua Cândido Portinari, na Mosela. Segundo testemunhas, um homem em uma moto teria sido o autor dos disparos. Em nota, a GE Celma lamentou o ocorrido com seu funcionário e informou que a empresa está concentrada em prestar todo o suporte necessário a Guaraci e sua família.
De acordo com informações da assessoria de imprensa do HST, ele sofreu quatro perfurações: Na axila, no tórax, no cotovelo e uma delas entrou pela orelha, atingindo o pescoço. Ele está internado no Centro de Terapia Intensiva (CTI) do hospital.

Quem quiser doar sangue para ele deve procurar o Banco de Sangue do Hospital, da 7h às 18h.

fonte: Portal Acontece Petrópolis

Para Doar:
• Ter idade entre 18 e 69 anos
• Doadores com idade de 16 e 17 anos de idade, são aceitos para doação mediante a presença e autorização formal dos pais e/ou responsável legal;
• O limite de idade para primeira doação é de 60 anos;
• O candidato à doação deve estar em boas condições de saúde, sem feridas ou machucados no corpo;
• Pesar acima de 50 kg (com desconto de vestimentas);
• Apresentar documento de identidade com foto, emitido por órgão oficial: RG., carteira profissional, carteira de motorista, etc.
• Ter repousado bem na noite antes da doação;
• Evitar o jejum. Fazer refeições leves e não gordurosas, nas 4 horas que antecedem a doação;
• Evitar uso de bebidas alcoólicas nas últimas 12 horas;
• Evitar vir acompanhado com crianças, sem acompanhantes.
Não pode doar:

Quem tem ou teve as seguintes doenças:
• Hepatite após os 11 anos de idade;
• Lepra (Hanseníase);
• Hipertireoidismo e tireoidite de Hashimoto;
• Doença auto-imune;
• Doença de Chagas;
• AIDS;
• Problemas cardíacos (necessita avaliação e declaração do seu cardiologista);
• Diabetes;
• Câncer;
Outras situações:
• Fez ou faz uso de algumas drogas ilícitas nos últimos 12 meses;
• Mantém relações sexuais de risco;
• Gestantes ou mulheres que amamentam bebês com menos de 12 meses;
Devem aguardar para doar sangue:

• Quem fez algum tipo de procedimento dentário – de 1 a 30 dias (de acordo com o procedimento);
• Quem recebeu transfusão de sangue e ou parceiros (as) de pacientes que receberam sangue ou fazem hemodiálise – 1 ano;
• Tatuagem e piercing – de 6 meses à 1 ano (passará por avaliação);
• Piercing em língua ou órgão genital – 1 ano após a retirada
• Tiver algum desses sintomas (gripe, tosse, dor de garganta, rinite, febre, resfriado) – 7 dias após a cura;
• Diarreia – 1 semana após último episódio;
• Tiver alguma infecção não tratada ou em tratamento – 15 dias após cura;
• Herpes labial – após a cicatrização total da lesão;
• Aborto ou parto normal – 3 meses;
• Cesárea – 6 meses;
• Amamentação – liberado quando a criança tiver 1 ano;
• Cirurgia – pode variar de 1 à 12 meses;
• Doenças em geral – passará por avaliação na triagem;
• Vacinação:
- Brucelose, Cólera, Coqueluche, Difteria, Febre tifóide, Hemophillus influenzae, Hepatite A, Hepatite B recombinate, HPV, Influenza H1N1, Leptospirose, Meningite, Peste, Pneumoco, Pólio (Salk) e Tétano – 48 horas
- BCG, Caxumba, Febre amarela, Influenza, Pólio oral (Sabin), Rubéola, Sarampo, Varicela e Varíola – 4 semanas;
- Raiva após exposição com animal – 1 ano;
• Quem fizer uso de medicações (trazer sempre o nome de qualquer medicamento que tenha feito uso);


Leia mais...

Audiência Pública vai debater Gestão da Saúde no Município


A Audiência Pública para avaliação do Relatório de Gestão de Saúde, referente ao terceiro quadrimestre de 2014, será realizada nesta segunda-feira, dia 23 de fevereiro, a partir das 18h, na Câmara Municipal.

A apresentação será mediada pelo vereador Silmar Fortes (PMDB), presidente da Comissão em Defesa da Saúde e tem como objetivo avaliar os números da pasta no município, referentes aos quatro últimos meses de 2014.

A exposição dos indicadores de desempenho da área de saúde tornou-se obrigatória por meio da Lei Complementar nº 141 de 2012, que determina a transparência, visibilidade, fiscalização, avaliação e controle da gestão.

Na Audiência Pública do segundo quadrimestre, realizada no dia 29 de setembro de 2014, os indicadores apresentados pelo diretor financeiro da Secretaria de Saúde, Rafael Lemos, revelaram um montante de R$ 90.475.422,04 investidos na saúde, totalizando o aporte de verbas do Município, Estado e União.

O vereador Silmar Fortes frisou a importância da realização de uma Audiência Pública que discuta a gestão dos recursos.

– É fundamental o debate das ações realizadas na área, para que se fiscalize o repasse das verbas, e sua aplicação de forma transparente nos serviços públicos de saúde. Vamos avaliar a planilha de exames, consultas e atendimentos, a situação de reformas nas unidades de saúde do município, além de outros assuntos relevantes – disse Silmar.

Foram convidados a participar da Audiência, o prefeito Rubens Bomtempo, o secretário de saúde André Pombo e demais secretários do município, vereadores, conselheiros de saúde, Unidades de Saúde, clínicas conveniadas ao SUS, e instituições de ensino na área da saúde.
Leia mais...

Petrópolis: É necessário uma nova Audiência Pública sobre uso de charretes



Não faz muito tempo, a esposa de um condutor das tradicionais Vitórias, como são chamadas as charretes na Cidade Imperial, entrou em contato com a nossa página para defender-se das críticas, incluindo até pedidos de encerramento da atividade por parte da população e também de defensores de animais.

É fato que o tema passou da hora de ocupar a pauta política da cidade, mas em minha opinião, faltam ações concretas das autoridades locais para resolver a questão. 

Em 2013 aconteceu em Petrópolis uma Audiência Pública para debater o tema, mas segundo defensores dos animais, questões importantes como o Curral de Apreensão de Equinos que deveria ter sido entregue em março de 2014 e novos mecanismos para identificar e responsabilizar donos de animais encontrados maltratados e abandonados pela cidade precisam ser levantadas.

Em minha opinião, um novo e amplo debate é importe para que possamos encontrar juntos, uma solução que impeça o sofrimento dos animais sem retirar o sustento das famílias que dependem desta atividade para sobreviver, a Prefeitura de Petrópolis tem condições de qualificar os charreteiros e auxiliar na troca de atividade. Uma boa opção seria trocar as charretes pelo Tuc- Tuc, um modelo de triciclo motorizado com cabine para transporte muito utilizado em diversos países, sobretudo no Sul e no Sudeste da Ásia. 

É dever da Câmara Municipal reunir novamente representantes de sociedades protetoras de animais, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Defensoria Pública e charreteiros para tentar buscar uma solução definitiva para o tema. 


Leia mais...

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Em Petrópolis, vereador ''sai no tapa'' com mulher no meio da rua.



Antes de começar este post vou responder a pergunta que mais recebi desde ontem: Por que não publicar o vídeo? Enviei uma solicitação de amizade para pessoa que espalhou o vídeo (que assisti) no facebook e foi compartilhado por um amigo em minha linha do tempo, junto de um pedido de autorização para publicação, mas até o momento não recebi uma resposta.

A ética não me permite publicar sem autorização, mas ‘barraco’ protagonizado por um vereador da Cidade Imperial já teve cerca de 100 compartilhamentos, e como cada um é responsável por aquilo que publica na grande rede, cuido apenas do meu blog.

O nobre legislador, visivelmente alterado, discutiu com uma senhora e para surpresa de quem estava no local, simplesmente acabou embolado no chão com a mulher.

Realmente é um político modelo, ou melhor, representa o novo modelo de política escandaloso praticado atualmente por muitos de seus pares nas terras de Pedro II. Será que ninguém tem nada com a vida do cidadão?

A classe política deveria ser exemplo para a sociedade, deveria... Infelizmente no Brasil só quem sente a força do braço da lei é ladrão de galinha. O tal decoro, esse que se exploda! Alô Ministério Público, alô vereadores... O vídeo circula pelos principais grupos de debate da rede.

Leia mais...

Segunda edição do Oh Happy Day promete movimentar a Cidade Imperial


Nos dias 6, 7 e 8 de março (de 11 às 20hs) acontecerá no Grande Hotel à segunda edição do Oh Happy Day cujo tema será “Sonho de uma Noite de Verão”. 

O evento que promete movimentar a Cidade Imperial contará com 17 estantes reunidos num só lugar que apresentará suas peças com preços irresistíveis.

Ambiente agradável, boa música e várias surpresas preparadas pelas organizadoras Alessandra Levy e Sabrina Sabra esperam por você. 

Leia mais...

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Trabalhador morre esmagado em obra da Serra de Petrópolis, no RJ



O ajudante de obra Alexsandro Ferreira, de 32 anos, morreu na manhã desta quinta-feira (19) após ser esmagado enquanto trabalhava na obra de construção da Nova Subida da Serra (NSS) de Petrópolis, na Região Serrana do Rio. Segundo o Hospital Santa Teresa, a vítima deu entrada com múltiplas fraturas no crânio e corpo. O presidente do Siticomm, sindicato que representa dos operários, vai pedir o embargo da obra ao Ministério Público por falta de segurança. A vítima é natural da Bahia e morava em Sapucaia. O gerente administrativo e financeiro do consórcio responsável pela obra na BR-040 afirmou que o homem usava os equipamentos de segurança necessários no momento do acidente.
O homem foi atingido por uma pedra quando trabalhava na escavação do novo túnel de quase cinco quilômetros de extensão, segundo Josimar Campos de Souza, presidente do Siticomm. “Nossa diretoria está lá, mas o consórcio proibiu o acesso ao local do acidente. Sempre faltou segurança para os trabalhadores nessa obra e nós já havíamos alertado, inclusive, através de greve realizada em março de 2014. Agora perdemos uma vida e queremos que providências sejam tomadas”, afirmou Josimar. Aproximadamente 700 homens trabalham na construção da nova pista e para o presidente do sindicato a falta de segurança é um risco para eles e para os usuários da rodovia.

A Concer, concessionária responsável pelo trecho Rio-Juiz de Fora da BR-040, não se pronunciou sobre o caso. Já o consórcio responsável pela obra afirma que Alexsandro Ferreira estava com todos os equipamentos no momento do acidente, que aconteceu por volta das 7h30. “Não existe falta de segurança na obra. Estamos dando todo o suporte à família”, afirmou Ronaldo Rodrigues, gerente administrativo e financeiro do consórcio, que não esclareceu quais seriam as possíveis causas do acidente ou mesmo se elas serão apuradas.

Segundo o Hospital Santa Teresa, a vítima morreu 40 minutos após dar entrada na unidade. Os médicos tentaram diversos recursos, mas os ferimentos eram gravíssimos. Segundo Ronaldo Rodrigues, a esposa da vítima está em Petrópolis para fazer a liberação do corpo que deve fazer o translado para Sapucaia, onde o casal morava, ou para a cidade na Bahia onde está a família de Alexsandro.

Fernanda Soares
Do G1 Região Serrana
Leia mais...

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Instituição abre pré-matrícula para cursos gratuitos em Petrópolis, no RJ



A pré-matrícula para cursos gratuitos de informática, inglês, matemática, violão, teclado, música e espanhol, pelo projeto social “Ensinar para Mudar”, será feita nos próximos dois sábados (21 e 28) em Petrópolis, na Região Serrana do Rio. O atendimento será feito das 9h às 17h. As aulas são aos sábados e começam em março. A inscrição não garante a vaga, já que há um processo seletivo. Criado em 2009, o projeto já atendeu cerca de mil pessoas.

Os cursos são ministrados por voluntários em salas preparadas com equipamentos e material adequado. O objetivo é o de integrar os indivíduos à sociedade em áreas educacionais e contribuir para a capacitação profissional dos alunos.

Para se inscrever é necessário ler o regulamento no site da instituição comparecer à Rua Quissamã nº 1.737, no bairro Quissamã. Os interessados devem levar cópia da carteira de identidade e comprovante de residência. Menores de 18 anos precisam estar acompanhados do responsável com a documentação. Alunos do 2º semestre de 2014 que abandonaram o curso, foram cortados devido à faltas ou se inscreveram e não compareceram, não poderão se matricular neste período. Informações pelo telefone (24) 2245-1897.

fonte: G1 Região Serrana
Leia mais...