sexta-feira, 3 de julho de 2015

Emenda a LDO em favor da causa animal é aprovada por unanimidade na Câmara Municipal



A Câmara Municipal apreciou ontem (01/07), o texto-base da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e as emendas ao projeto. Apenas a emenda aditiva ao Projeto de Lei GP.114 - CMP. 1479/205, de autoria da vereadora Gilda Beatriz (PMDB), foi aprovada pelos vereadores por unanimidade.

A emenda da vereadora dispõe que o Município concederá incentivos fiscais às clínicas veterinárias que realizarem atendimento de emergência a cães e gatos encaminhados por ONG'S conveniadas com o município para esse fim. A sessão plenária de votação da LDO, contou com a presença dezenas de militantes da causa de proteção animal. Para vereadora Gilda Beatriz a conquista é o primeiro passo de uma grande caminhada em prol dos animais.

 “A presença dos protetores foi fundamental para aprovação da emenda. Eu destinei uma emenda para o orçamento de 2015 no valor de R$200 mil para Coordenadoria de Bem-Estar Animal, mas infelizmente foi vetada pelo prefeito. Meu objetivo era dar condições de funcionamento para a COBEA. Esta foi a primeira grande vitória do grupo que criamos para lutar em favor da causa animal. É importante que se estabeleça um modo de atendimento para animais vítimas de maus tratos e outros casos, pois a Coordenadoria de Bem Estar Animal, quando vai ao local resgatar animais feridos encaminha para clínicas particulares. Ocorre que os custos dos tratamentos, são direcionados às pessoas que realizam o pedido de socorro. O município não dispõe de recursos para custear tais atendimentos. Desta forma, a presente emenda, visa criar incentivos fiscais (ISS ou IPTU) a clínicas que realizem atendimento a animais feridos, até um teto a ser estipulado pela municipalidade, desde que encaminhados por ONG'S conveniadas para esse fim”, explica a vereadora.

A iniciativa contou com o apoio da base do governo, sendo elogiada por todos os vereadores.

“Esta vitória pode ir além do seu propósito, aproveitei o momento onde todos os vereadores mostraram-se sensibilizados com a luta dos protetores para pedir uma reunião com o líder do governo para tratar da questão das castrações. Precisamos lembrar que é uma questão de saúde pública, mas também um gesto de amor pelos animais. É importante frisar que através da mobilização é possível obter grandes conquistas para a nossa cidade. A mobilização dos protetores em torno da aprovação desta emenda é um exemplo para sociedade”, finaliza a vereadora.

Os protetores prometem uma nova mobilização para votação da Lei Orçamentária Anual 2016 (LOA). 
Leia mais...

Lei de Diretrizes Orçamentárias é aprovada, com emendas, pela Câmara



A prefeitura projeta para 2016 um orçamento de R$ 862 milhões, quase 7% superior ao deste ano. A estimativa foi apresentada junto à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) 2016, aprovada com emendas pela Câmara de Vereadores nesta quarta-feira (01.07). Investimentos em saúde e educação norteiam as metas fiscais e prioridades na aplicação de recursos da administração pública municipal para o próximo ano. De forma inédita, a Câmara acrescentou emenda que estabelece limite de gastos com funcionalismo do próprio legislativo sob a Lei de Responsabilidade Fiscal. Os parlamentares entenderam que a emenda torna ainda mais transparente o controle de gastos da Câmara de Vereadores.

 “Contenção de despesas e ação responsável na gestão dos recursos públicos é prioridade para a Mesa Diretora. Por isso, ainda que os gastos sejam bem inferiores ao que prega a Lei, ter esta emenda aprovada e amplamente divulgada mostra nosso compromisso e respeito pelo petropolitano”, aponta o presidente da Câmara de Vereadores, Paulo Igor (PMDB).

A previsão de aumento do orçamento para 2016 ainda que este seja considerado nacionalmente um ano atípico, de crise na economia, também foi observada pelos vereadores. “A projeção, até 2017, ainda é de retração, com baixo crescimento, mas vamos aguardar manutenção na arrecadação tributária e consolidação de programas com as esferas de governo estadual e federal que possam somar recursos para a cidade”, analisa Paulo Igor. Para este ano, a prefeitura projetou orçamento de R$ 806 milhões.

Já a emenda que torna mais rigorosa o acompanhamento dos gastos da própria Câmara de Vereadores alterou o artigo 12 da LDO. Ela define parâmetros de despesa com pessoal e encargos sociais  do legislativo, limitando estes gastos ao percentual de 6% da receita líquida do município. “Entendemos que era necessário incluir que os acréscimos, admissões e eventuais reajustes a serem concedidos aos servidores deverão respeitar o limite dos percentuais previstos na Lei de Responsabilidade Fiscal. É um mecanismo importante para o controle de gastos”, explica o vereador Anderson Juliano (PT), autor da emenda.

“A Câmara tem um controle rigoroso de despesas.  Hoje, nosso percentual com pessoal está em 1,92%, bem abaixo dos 6% estabelecidos pela LRF. Esta proposta teve aprovação dos 15 vereadores da casa, pois assegura a possibilidade de fiscalização e dá ainda mais transparência aos atos da mesa diretora.”, considera Paulo Igor.

Vereadores também aprovaram uma emenda aditiva à LDO, que estabelece metas e prioridades do legislativo, não só em relação à gestão, mas também referentes ao patrimônio e seu acervo, além, de ações que dão mais transparência e melhoram a comunicação com os cidadãos.  “Com esta emenda acrescentamos à LDO o quadro de metas e prioridades. É importante a preservação patrimonial e de acervo, pois ocupamos um dos mais importantes prédios históricos da cidade e mantemos sob este teto documentos fundamentais da trajetória da cidade. E também precisa ser um compromisso melhorar a comunicação com os cidadãos”, defende Paulo Igor, que destaca ainda a importância da LDO ter sido debatida pelos vereadores com ênfase.  “A LDO é um dos projetos mais importantes para esta Casa, pois é ela que traça as diretrizes que servirão como base para a elaboração do orçamento, que chegará a casa no segundo semestre e para ser votado até o fim do ano”, pontua Paulo Igor.

Outra emenda parlamentar à LDO que obteve aprovação expressiva na noite de quarta-feira  foi a proposta de incentivos fiscais a clinicas veterinárias que realizem atendimento de emergência para cães e gatos encaminhados por ONGs conveniadas com a prefeitura. A aprovação por unanimidade foi acompanhada por representantes de entidades que prestam assistência aos animais. Portando cartazes, eles permaneceram no plenário por mais de quatro horas manifestando apoio à emenda de autoria da vereadora Gilda Beatriz (PMDB).
Leia mais...

Engenheiros, arquitetos e técnicos da Habitação formam núcleo de prevenção



Decisivos em apoio emergencial e preventivo em ações causadas por desastres naturais, engenheiros e arquitetos da Companhia Estadual de Habitação (Cehab) estão sendo treinados em curso específico de Defesa Civil para atuar, formalmente, em um núcleo formado pela Secretaria de Estado de Habitação, a qual o órgão é subordinado, no amparo de projetos habitacionais de prefeituras de todo o estado e de socorro em casos emergenciais.  O treinamento para o corpo técnico formado por 47 profissionais da área lotados na Cehab iniciou nesta quinta-feira (02.07) com o Curso Básico em Proteção e Defesa Civil (CBPDEC) ministrado por especialistas da Secretaria de Estado de Defesa Civil parceira na formação do programa e do núcleo. A meta é que o grupo, ligado à Habitação, seja modelo para outros órgãos estaduais.

“A capacidade técnica da Cehab é o diferencial da Companhia. São arquitetos e engenheiros responsáveis por projetos importantes em habitação e infraestrutura com a expertise necessária para que o núcleo haja com sucesso no objetivo pelo qual está sendo formado”, destacou o secretário de Estado de Habitação, Bernardo Rossi, na abertura do curso.

No total, entre técnicos da Cehab e do Instituto de Terras e Cartografia (Iterj), autarquia vinculada à pasta de Habitação, estão sedo formados 79 integrantes. Eles irão compor o Núcleo de Redução de Risco de Desastre que terá duas frentes de trabalho: prevenção com riscos de desabamentos, inundações e outros incidentes derivados de alterações climáticas e no socorro o caso de desastres naturais.  Cursos avançados também serão ministrados para os componentes do Núcleo e a capacitação será replicada em todo o Estado em uma segunda fase que se inicia logo após o treinamento.

O núcleo é consequência de um acordo de cooperação firmado em março entre Habitação e Defesa Civil. Estão previstos distribuição de material informativo e palestras em todos os municípios que solicitarem campanha de esclarecimento.

“Tenho entusiasmo pelo programa porque eu mesmo, como engenheiro, atuei em socorro à Petrópolis na enchente de 1988, uma das piores registradas no país. E participei de um grupo que orientou a interdição de muitos imóveis para garantir a vida das pessoas naquele momento. Hoje, o núcleo nasce com a proposta de também fazer a prevenção acompanhando projetos e dando assistência técnica às prefeituras”, destacou o presidente da Cehab, Thadeu Galvani.

Na abertura do treinamento, o Diretor do Departamento Geral da Secretaria de Estado de Defesa Civil, coronel Paulo Renato Vaz, voltou a destacar que a Habitação tem peso fundamental na Política Nacional de Defesa Civil. A moradia é fator decisivo para caracterizar a segurança de áreas e a prevenção deve unir estas duas pastas”, frisou.
Leia mais...

quinta-feira, 2 de julho de 2015

Conheça os vereadores que votaram CONTRA a aprovação de emendas importantes a LDO



Na sessão onde foi aprovado o texto-base da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), ontem (01/07), a base do governo “engoliu” por oito votos a sete, o grupo de vereadores independentes que votou em bloco com o líder da oposição Anderson Juliano (PT). 

Irritado, o petista autor de 12 propostas de emendas, de um total de 20, gerou polêmica ao questionar os colegas que aprovaram a emenda em favor da causa animal, segundo o vereador, a aprovação só foi possível, devido a presença dos protetores no plenário. 

Após a crítica do colega, quase como um milagre, ALGUNS vereadores, que em um passado não tão distante, rejeitaram uma proposta específica para castrações, demostraram seu amor pela causa animal. Merece um destaque especial o debate onde faltou apenas unhada e puxão de cabelos.

Fatos tristes e dramáticos parte, vale lembrar que as bancadas do PMDB formada pelos vereadores Gilda Beatriz, Paulo Igor e Silmar Fortes, e do Solidariedade, Montanha e Maurinho Branco, além de Anderson Juliano líder do PT e Reinaldo Meirelles – PTB, votaram juntos pela aprovação das emendas. 

O outro vereador do PTB, Roni Medeiros, seguiu com o governo, assim como as bancadas do PSB, formada por Jorginho Banerj e Vadinho, e PROS, Luizinho Sorriso e Ronaldo Ramos, além do Pastor Sebastião (PSC) e Ronaldão (PR) e claro, o líder do governo vereador Thiago Damaceno.

Vamos combinar que algumas emendas eram realmente importantes para cidade e para o controle de gastos do governo. Desta noite nada memorável, onde quem perdeu foi a própria Câmara que se mostrou visivelmente submissa ao governo, é importante destacar também que a divisão do PTB deu ao prefeito Rubens Bomtempo a oportunidade de mostrar quem de fato manda por essas bandas. 

Sem falso moralismo, afinal esta é uma página política, Bomtempo deu uma aula de articulação e fica claro mais uma vez, que não está brincando. Afinal, não sabe brincar não desce para o play! 
Um detalhe, esta é página pessoal, você não precisa concordar com tudo que é escrito por aqui (minha opinião), mande seu comentário (sem ofender ninguém). 

Leia mais...

Mesa Diretora da Alerj aprova doação de 40 mamógrafos para o estado



Durante reunião nesta semana, a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) aprovou a doação de R$ 3 milhões para a compra de 40 mamógrafos pela Secretaria de Estado de Saúde. A medida foi tomada após o recebimento de denúncias vindas de moradoras da Baixada e da Zona Oeste. Como 3º vice-presidente, o deputado Marcus Vinícius Neskau (PTB) pediu que os equipamentos não ficassem apenas nas regiões citadas. “Solicitei que através da Comissão de Saúde e das deputadas da Casa seja estudada a necessidade também de outras regiões. Se na Baixada e na Zona Oeste não há condições de atender a todas as mulheres, imagine alguém que tem que sair de Aperibé ou Paraty, por exemplo, para vir ao Rio. Petrópolis, Três Rios, Sapucaia e tantos outras cidades também precisam. A mamografia é um exame de extrema importância para a prevenção do câncer e é direito da mulher”, destacou o parlamentar.

Presidente da Casa, o deputado Jorge Picciani (PMDB) apoiou o pedido do 3º vice-presidente. “A emenda do deputado Marcus Vinícius guarda coerência porque há muita necessidade na Baixada e na Zona Oeste, mas certamente é também preciso em muitas cidades pequenas do interior. Então, vai nesse sentido, um sentido muito mais de abrangência do que de restrição. Sem prejuízo porque poderemos voltar ao tema e doar outros 10, por exemplo, caso seja necessário”, pontuou o presidente. Marcus Vinícius ressalta que a Assembleia Legislativa tem feito grande esforço para racionalizar os gastos na Alerj, que já tiveram uma redução de cerca de R$ 110 milhões no primeiro semestre. “Todo nosso esforço de reduzir custos reflete em melhorias e parcerias que atendem a população e o funcionamento da própria Casa. Nós da Mesa Diretora tomamos iniciativas que prezam pela transparência e austeridade e o resultado disso é sempre positivo”, frisou o deputado.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), o câncer de mama é o segundo tipo mais frequente no mundo e o mais comum entre as mulheres, respondendo por 22% dos casos novos a cada ano. Se diagnosticado e tratado oportunamente, o prognóstico é relativamente bom. No Brasil, as taxas de mortalidade por câncer de mama continuam elevadas, muito provavelmente porque a doença ainda é diagnosticada em estádios avançados. Na população mundial, a sobrevida média após cinco anos é de 61%. Relativamente raro antes dos 35 anos, acima desta faixa etária sua incidência cresce rápida e progressivamente. Estatísticas indicam aumento de sua incidência tanto nos países desenvolvidos quanto nos em desenvolvimento. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), nas décadas de 60 e 70 registrou-se um aumento de 10 vezes nas taxas de incidência ajustadas por idade nos Registros de Câncer de Base Populacional de diversos continentes.

Doações

Esta será a terceira doação realizada neste ano pela Alerj com recursos economizados de seu orçamento próprio. Antes, a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) já havia recebido um cheque de R$ 19 milhões, e o Departamento Geral de Ações Socioeducativas (Degase), de R$ 9,8 milhões, para a compra de 50 scanners corporais que vão substituir a revista íntima realizada em visitantes de presos no Estado.

Leia mais...

Emenda obriga Rodando Legal a divulgar imediatamente veículo rebocado

Vencedora da licitação pública feita pela Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes, a empresa Rodando Legal se tornou responsável pela remoção, guarda e leilão de carros que não respeitam as leis de trânsito e pelo repasse de 15% do valor arrecado com essas atividades à Prefeitura de Petrópolis. Para vereadora Gilda Beatriz (PMDB), o serviço prestado a população pode ser aperfeiçoado.

“Em Petrópolis, quando um veículo é rebocado de sexta a domingo ou feriados, a informação só passa a constar na página oficial da CPTrans, na segunda-feira. O que é um absurdo, pois o depósito fica fechado nos fins de semana e feriados. Como o proprietário saberá se o seu veículo foi furtado ou rebocado? Por isso, apresentei uma Emenda ao Projeto de Lei do Prefeito, nº 7.257/2014, que trata dessa matéria e que foi aprovada pela Câmara Municipal, obrigando a Rodando Legal a prestar informações imediatamente, sobre o reboque do veículo 24 horas por dia, durante os 07 dias da semana. A informação rápida também evita que sejam feitos boletins de ocorrência ou que o seguro seja acionado desnecessariamente, conforme o caso”, explica Gilda Beatriz.
Leia mais...

Kits para 2ª Corrida do Palácio Amarelo podem ser retirados a partir de quinta-feira (02)



Atletas profissionais e amadores que participarão da 2ª Corrida do Palácio Amarelo, no próximo domingo (5), devem retirar a partir desta quinta-feira (2), o kit composto por camiseta, número de peito para identificação, e chip de cronometragem. A primeira corrida do Legislativo, realizada no ano passado, levou mais de mil pessoas a percorrerem as ruas da cidade. A entrega de kits para a segunda edição do evento será feita na sede da Câmara de Vereadores nos dias 2 e 3 de julho, das 10h às 19h, e no dia 4, véspera da corrida, das 10h às 14h. Para retirar o kit, o atleta deverá entregar um quilo de alimento não perecível e apresentar o comprovante de inscrição. 

“Além de incentivar o esporte, a Corrida do Palácio Amarelo é um resgate a história do Legislativo, pois no percurso passamos pelas antigas sedes da Casa. Os antigos prédios são sinalizados e nestes pontos teremos apresentações musicais, uma forma de valorizar a cultura e prestigiar os artistas locais. O evento é também um incentivo à solidariedade, uma vez que os alimentos doados pelos participantes serão destinados a entidades que prestam assistência a pessoas carentes”, conta o presidente da Câmara de Vereadores, Paulo Igor (PMDB). No ano passado cerca de 800 quilos de alimentos foram arrecadados entre os participantes.

A competição foi criada em 2014, em comemoração aos 155 anos de Instalação da Câmara de Vereadores e 120 anos de aquisição do Palácio Amarelo. Batizada com o nome do prédio histórico, a corrida entrou no calendário oficial da cidade e será realizada anualmente no mês de julho. “Esta foi a forma que encontramos de dividir com a população petropolitana este momento de celebração do parlamento. No ano passado, mais de mil pessoas abraçaram a ideia e prestigiaram o evento. Quem não pôde competir, compareceu para acompanhar as apresentações musicais, que foram realizadas em frente às antigas sedes”, conta.

A concentração para a corrida acontecerá na Praça Visconde de Mauá, em frente ao Palácio Amarelo. A largada está marcada para às 8h. O percurso de cinco quilômetros será feito por ruas do Centro Histórico, com saída e chegada na Praça Visconde de Mauá – em frente ao Palácio Amarelo. No circuito estão as Ruas da Imperatriz, Imperador, Paulo Barbosa, Travessa Prudente Aguiar, rua  Epitácio Pessoa, Bosque do Imperador,  Rua D. Pedro, Avenida Ipiranga e Rua da Imperatriz .
“Tenho um carinho especial por este evento, pois conseguimos unir esporte, história e cultura, três pilares da nossa cidade. A primeira edição foi um sucesso, tivemos mais de mil participantes. Esperamos que mais uma vez os atletas e a população abracem esta iniciativa da Câmara e prestigiem este evento, que marca duas datas tão importante para a Câmara e para a nossa cidade”, considera Paulo Igor.

Os inscritos receberão uma medalha pela participação e os primeiros colocados em todas as categorias serão premiados com troféus.

Leia mais...

quarta-feira, 1 de julho de 2015

Líder do governo concorda com críticas do líder da oposição em Petrópolis



Ontem (30), durante a sessão itinerante da Câmara Municipal no bairro Jardim Salvador, o vereador Anderson Juliano (PT) desceu a lenha no governo municipal mais uma vez, só para não perder o costume. Além das críticas a demissão de cobradores e a dupla função de motoristas, o petista afirmou que o prefeito não olha os empresários de ônibus nos olhos, isso porque, segundo o vereador, “Bomtempo está de joelhos”. 

Para a surpresa de todos, o líder do governo vereador Thiago Damaceno concordou com as críticas ao governo que representa e também aos empresários. 

Desta forma, se o líder do governo acredita que a situação não está boa, é sinal que realmente precisamos de socorro. Parabéns Damaceno pela sinceridade! 

Fecha a conta e passa a régua! 
Leia mais...

CPI da Educação realiza reunião aberta na Câmara Municipal



A Câmara Municipal realizou a segunda reunião da Comissão Parlamentar de Inquérito da Educação, e conforme decidido na reunião de instalação, a reunião foi aberta ao público.

Entre outros fatos, a CPI da Educação analisa despesas realizadas com restituição e indenização de consumo de energia, água e esgoto em 2013 e 2014, analisa também despesas de remuneração e recolhimento de contribuições previdenciárias dos profissionais da educação, e ainda analisa despesas e contratos destinados ao transporte escolar, locação de imóveis, entre outras questões.

Fazem parte da CPI da Educação os Vereadores Anderson Juliano (PT), Gilda Beatriz (PMDB), Luizinho Sorriso (PROS), Montanha (SDD). Além disso, os vereadores contam com o apoio de uma equipe técnica da Diretoria de Assuntos Jurídicos da Casa Legislativa.

Anderson, que preside a CPI, explicou como serão organizados os trabalhos, “por uma questão de método, uma série de documentos serão solicitados e por ser uma CPI, o Executivo Municipal tem até vinte dias corridos para apresentar o que foi requerido. A partir daí, faremos as convocações para as oitivas”.

Os vereadores concordaram em solicitar uma série de documentos, incluindo o processo administrativo que demonstrou a necessidade de transferência de cinco milhões da Secretaria de Educação para a CPTrans, e ainda ordens de pagamento, relatórios de despesas, balancetes, relatórios do sistema administrativo usado pela Prefeitura, empenhos pagos, cópias de contratos de convênios, de alugueis, da folha de pagamento e das prestações de contas das entidades conveniadas.

Apesar do recesso que a Câmara terá a partir do dia 14 de julho, a CPI continuará os trabalhos normalmente, inclusive já com nova reunião aberta marcada para o dia 20 de julho, às 17 horas, para a decisão de quem será convocado para ser ouvido pela CPI e ainda realizar uma primeira análise dos documentos, caso eles já tenham sido recebidos.
Leia mais...

terça-feira, 30 de junho de 2015

Agora é lei: Estado pode reservar vagas de estágio para pessoas com deficiência

Norma foi originada por projeto de lei do deputado Marcus Vinícius Neskau (PTB)


Os órgãos e entidades das administrações direta e indireta poderão destinar 5% das vagas de estágio para pessoas com deficiência. Isto é o que determina a Lei 7.030/15, de autoria do deputado Marcus Vinícius (PTB), sancionada pelo governador Luiz Fernando Pezão e publicada no Diário Oficial do Poder Executivo desta segunda-feira (29/06). O benefício vale para quem estiver matriculado em curso regular de ensino público ou privado. Caberá à gerência de estágio das secretarias de Estado a definição das atividades compatíveis com cada tipo de deficiência e a inscrição em listagem específica.

Se o número de candidatos selecionados for menor do que o de vagas reservadas a eles, as remanescentes serão ocupadas pelos demais concorrentes. A norma diz ainda que serão assegurados aos estagiários com deficiência as adaptações necessárias ao desempenho de suas atividades. Só no Estado do Rio de Janeiro, segundo dados do Censo de 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), há 3,9 milhões de pessoas com deficiência no território fluminense.

Para o deputado, a situação de desemprego tem apontado o drama vivenciado por uma grande maioria dos trabalhadores. “Hoje, o mercado está cada vez mais restrito e difícil de conseguir o primeiro emprego. Temos que garantir que as pessoas com deficiência tenham condições de entrar no mercado de trabalho.”, diz.

Inclusão Social

Durante o I Encontro Autonomia para a Pessoa com Deficiência, o governador Pezão falou sobre a importância do Estado realizar ações e criar medidas a favor da inclusão e afirmou que as obras feitas pelo Governo estão seguindo as normas de acessibilidade: “Estamos reformando as estações antigas do metrô e as estações do BRT são acessíveis, assim como as moradias populares e as obras para as Olimpíadas 2016”, afirmou. Pezão informou ainda que o Governo do Estado vai abrir licitação para a aquisição de ônibus intermunicipais e a prioridade será a acessibilidade dos veículos.

A afirmação foi feita durante o Encontro onde Governo, prefeituras e entidades assinaram o termo de adesão para a criação do Mapa da Pessoa com Deficiência, organizado pelo RioSolidario. Com o apoio da Assembleia Legislativa do Rio, o evento reuniu mais de 200 pessoas e discutiu necessidades, políticas públicas e boas práticas voltadas para as pessoas com deficiência com os temas: mobilidade urbana, assistência social e mercado de trabalho. 
Leia mais...

Habitação e Defesa Civil iniciam formação de equipes para atuar em apoio aos municípios



As secretarias de Estado de Habitação e Defesa Civil iniciaram nesta segunda-feira (29.06) o treinamento das equipes que vão atuar em conjunto para oferecer aos municípios fluminenses apoio técnico em projetos habitacionais públicos e socorro em caso de desastres naturais.  Estão sendo formados 79 integrantes do Instituto de Terras e Cartografia do Rio de Janeiro (Iterj) e da Companhia Estadual de Habitação (Cehab), órgãos vinculados à Secretaria de Estado de Habitação. Eles irão compor o Núcleo de Redução de Risco de Desastre. A abertura do curso foi feita pelo secretário de Estado de Habitação, Bernardo Rossi e pelo superintendente operacional da Defesa Civil, coronel Marcelo Hess.

- São duas frentes de trabalho que serão iniciadas a partir desta capacitação. Vamos atuar em prevenção oferecendo corpo técnico de engenheiros e arquitetos da Cehab e Iterj para as administrações municipais que realizarem projetos habitacionais na concepção de seus programas e atuar em socorro no caso de desastres naturais”, afirma o secretário Bernardo Rossi.

                Para o superintendente operacional da Defesa Civil, o programa iniciado em parceria com a Habitação será modelo a ser aplicado às outras pastas do Estado. “Importante a iniciativa e queremos apoio dos demais órgãos para que todos estejam envolvidos na área de Defesa Civil. A secretaria está empenhada para que o programa se consolide no Rio de Janeiro e inspire outros estados”, destacou coronel Marcelo Hess.

 A primeira formação dos técnicos da Cehab e Iterj será em Curso Básico em Proteção e Defesa Civil (CBPDEC). Cursos avançados também serão ministrados para os componentes do Núcleo e a capacitação será replicada em todo o Estado em uma segunda fase que se inicia logo após o treinamento.

 A formação, que é desdobramento de convênio assinado em março entre Habitação e Defesa Civil, vai culminar com distribuição de material informativo e palestras em todos os municípios que solicitarem campanha de esclarecimento. “A rede de prevenção precisa ser formada por todos os órgãos e a Habitação pode ser atuante não só na construção de novas unidades habitacionais, mas em ações determinantes que tornem áreas mais seguras  preservando, assim, as construções já existentes”, completa Bernardo Rossi.

Joel Dias, gerente de topografia do Iterj, faz parte da organização do Núcleo e iniciou a formação em Defesa Civil. “O corpo técnico dos dois órgãos, atuando em integração, podem mitigar efeitos de mudanças climáticas como cheias e secas. O Iterj já tem iniciativas neste sentido e estaremos atuando juntos agregando ainda mais valores às ações tanto nossas quanto da Cehab”.

Presidente do Iterj, Mayumi Sone participou da abertura do treinamento e destacou o direcionando dado pela Secretaria de Habitação. “Estabelecer e caminhar em direção ao objetivos de prevenção e socorro são metas que ficaram claras com a atuação da pasta na concepção e realização do projeto”, frisou.
Leia mais...

Protetores querem a aprovação de emenda a LDO em favor da causa animal



Organizados para discutir com a comunidade casos de maus tratos, apresentar diferentes ações de proteção animal e avaliar a atuação da Coordenadoria de Bem-Estar Animal, um grupo de protetores dos animais liderados pela vereadora Gilda Beatriz (PMDB), pretende acompanhar a votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias e pedir apoio aos legisladores para aprovação de uma emenda em favor da causa animal.

“Eu destinei uma emenda no valor de R$200 mil para Coordenadoria de Bem-Estar Animal, mas infelizmente foi vetada pelo prefeito, meu objetivo era dar condições de funcionamento para COBEA. A partir daí, junto aos protetores, comecei a cobrar ações, hoje, temos um grupo de trabalho que luta pelos direitos dos animais. Infelizmente vemos pela cidade protetores trabalhando sem apoio do poder público e com pouca estrutura. São muitas as denúncias sobre o mau funcionamento da Coordenadoria de Bem Estar Animal e a situação dos animais continua crítica. Por isso, no dia no dia 1º de julho, você que ama os animais, protetor ou não, tem um compromisso com a causa animal na Câmara Municipal de Petrópolis. Precisamos da ajuda de todos para conseguir a aprovação da Emenda Aditiva ao Projeto de Lei GP.114 - CMP. 1479/205, que dispõe sobre a Lei de Diretrizes Orçamentárias. Tal emenda, de minha autoria, dispõe que o Município concederá incentivos fiscais às clínicas veterinárias que realizarem atendimento de emergência a cães e gatos encaminhados por ONG'S conveniadas com o município para esse fim”, explica a vereadora.

A Lei de Diretrizes Orçamentárias será apreciada em primeira votação dia 1º de julho, quarta-feira, a partir das 16 h na Câmara Municipal. Para participar do movimento “Eu apoio a causa animal”, basta acessar o link no facebook.
Leia mais...

segunda-feira, 29 de junho de 2015

UPA do Centro, em Petrópolis, ficou sem médico neste domingo



Fonte G1: Quem foi procurar atendimento na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) no Centro de Petrópolis, Região Serrana do Rio, neste domingo (28), foi surpreendido pela falta de médico. Foi o caso de Paulo Almeida, de 64 anos, que por volta das 14h foi até o local com a irmã que estava passando mal. Ele foi informado pela recepcionista que não havia médico de plantão. Os pacientes são direcionados para outras unidades de saúde.

“A atendente me disse que só tinha médico no Cascatinha e no Bingen. Isso é um absurdo. Minha irmã estava passando mal, não tinha nenhum aviso na porta, tivemos que ir embora. Além disso, a cidade está lotada por causa da Bauernfest e não tem médico?”, questionou Paulo. A equipe de reportagem do G1 entrou em contato com a unidade por telefone e confirmou a falta de médicos na unidade desde a manhã deste domingo.

“A atendente me disse que só tinha médico no Cascatinha e no Bingen. Isso é um absurdo. Minha irmã estava passando mal, não tinha nenhum aviso na porta, tivemos que ir embora. Além disso, a cidade está lotada por causa da Bauernfest e não tem médico?”, questionou Paulo. A equipe de reportagem do G1 entrou em contato com a unidade por telefone e confirmou a falta de médicos na unidade desde a manhã deste domingo.

Segundo Paulo, o local estava vazio, com poucos carros e sem movimento. “Quando eu cheguei até comentei com minha irmã que estava estranho porque nunca vi tão vazio”, afirmou.
A reportagem do G1 entrou em contato com a assessoria de imprensa da Prefeitura por telefone e por e-mail, e aguarda um posicionamento sobre o problema.
Leia mais...

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Homem assalta ônibus de Petrópolis, RJ, e usa faca para render passageiros



Às vésperas de ser adiada a discussão do projeto de lei que determina a instalação de detector de metais e aparelho de raio-x nas rodoviárias interestaduais localizadas no Estado do Rio de Janeiro, mais um ônibus da empresa de Petrópolis, na Região Serrana do Rio, responsável pela linhas que fazem o trajeto do município à capital e cidades vizinhas sofreu o quarto assalto nesta semana, em menos de três meses. O crime aconteceu na linha de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, que há menos de um mês sofreu um assalto.

Dessa vez, para a suspresa do gerente operacional da empresa, Luiz Assumpção, apenas um homem usando uma faca rendeu os poucos passageiros que estavam no coletivo, que saiu às 11h30 de quarta-feira (24) do terminal de Caxias. Depois de pegar alguns pertences, o homem fugiu ainda na Rodovia Washigton Luiz, na altura da entrada do Parque das Missões.

“Assim como os outros, ele entrou como passageiro, pagando passagem, e depois rendeu parte dos passageiros. Mas o diferente é que ele escolhia a dedo quem ia roubar. E me pareceu um pouco alterado”, contou Assumpção.

Os assaltos sempre reacendem um pedido de Luiz sobre o reforço na segurança dos terminais, tema que já tramita na Assembeia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj). Nesta quinta-feira (25), um projeto de lei de 2011, de autoria da deputada enfermeira Rejane, foi colocado na ordem do dia em primeira discussão. De acordo com a Alerj, o projeto recebeu uma emenda e foi retirado de pauta. A votação, ainda segundo a Alerj, deve acontecer somente no segundo semestre, quando o legislativo estadual voltar do recesso.

O gerente operacional da empresa informou ao G1 qua vai solicitar, nesta sexta-feira, à Polícia Militar (PM) de Duque de Caxias e de Nova Iguaçu, cidades destino das linhas dos coletivos, que retornem com as blitzen para inibir a ação dos assaltantes.

“Há um tempo atrás, quando teve uma onda de assaltos a coletivos nessa região, a PM reforçou as blitzen e parou um pouco. Como os terminais não tem os detectores, vou pedir que retornem, pois assim é uma maneira de coibir a ação deles”, comentou Luis.

O caso foi registrado na 105ª Delegacia de Polícia, no Retiro, mas as investigações serão feitas pela 69ª Delegacia de Polícia, em Caxias.

Relembre os outros casos

O último assalto aconteceu no dia 1º de junho, na linha Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Dois homens embarcaram na rodoviária como passageiros e anunciaram o assalto minutos após o veículo seguir viagem. Armados, eles renderam os passageiros e levaram pertences, como joias, celulares e dinheiro, entre outros objetos.

Antes dele, o alvo foi o coletivo de roleta que faz a linha para Nova Iguaçu, também na Baixada Fluminense. O assalto aconteceu no dia 9 de maio. Os passageiros foram rendidos quando o ônibus seguia na Via Dutra em direção à cidade serrana. Dois homens armados levaram relógios, joias, celulares, dinheiro e até óculos e tênis dos mais de 10 passageiros, incluindo o motorista.

A ação aconteceu menos de um mês após o primeiro assalto, ocorrido em 17 de abril, quando o alvo foi o coletivo que faz a linha Barra da Tijuca-Petrópolis. O veículo saiu do Terminal Alvorada por volta das 16h e na Linha Amarela, após o pedágio, foi anunciado o assalto por três jovens, dois deles armados, que também embarcaram como passageiros. O trio levou pertences dos passageiros e desceu antes da Linha Vermelha, próximo ao BRT do Fundão.

fonte: G1
Leia mais...

Secretaria de Fiscalização interdita restaurante em Itaipava



O restaurante Pastarella, em Itaipava, foi interditado, na manhã de hoje (26), pela Secretaria Municipal de Fiscalização. No estabelecimento, várias irregularidades foram apontadas, como produtos sem identificação, má refrigeração de alimentos e problemas nas instalações.
O proprietário do restaurante foi levado para a 106ª DP, em Itaipava, para prestar esclarecimentos.

fonte: Diário de Petrópolis

Leia mais...

Vereadora critica pedido de empréstimo de R$20 milhões para investir em tecnologia



Um projeto de lei que autoriza o Executivo a contrair um empréstimo de até R$ 20 milhões junto ao BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), através da AgeRio (Agência de Fomento do Estado do Rio de Janeiro) recebeu críticas na Câmara Municipal nesta quarta-feira (24). Para a vereadora Gilda Beatriz (PMDB), o investimento em tecnologia não deve ser prioridade no momento.

“Estou me antecipando a esta discussão sobre o empréstimo de R$20 milhões porque é importante que o povo petropolitano saiba o que será feito com dinheiro público. O governo quer pegar um empréstimo de R$20 milhões para melhorar a estrutura física da Secretaria de Fazenda. De que adianta equipamentos, sistema de informática e capacitação de pessoal se não existem fiscais nas ruas? Já estou adiantando que votarei contra. Acho um absurdo! Sem a fiscalização Petrópolis fica abandonada. Como arrecadar mais recursos sem pessoal? São dois anos para o pagamento e o próximo prefeito é quem vai pagar a conta. É preciso questionar muito antes de tomar esta decisão. A saúde esta um caos, a educação precisa de mais investimentos, a Guarda Municipal não tem fardamento adequado e o governo quer investir R$20 milhões em equipamentos de informática. Estou indignada e reafirmo que votarei contra”, pontua a vereadora.

No texto encaminhado a Câmara, não foi especificado de que forma a administração do município pretende gastar os recursos. O empréstimo tem que ser autorizado pelo legislativo. Atualmente, a lei tramita na Comissão de Justiça e Redação. Se não houver pedido de urgência, o parecer da comissão vai ficar pronto até terça-feira (30) e estará pronto para ser levado a Plenário.
Leia mais...

Palácio Amarelo estará aberto à visitação no feriado com exposição de esculturas


Importante equipamento turístico da cidade, o Palácio Amarelo, um dos mais valorizados exemplares da arquitetura do século XIX situados no Centro Histórico de Petrópolis, estará aberto à visitação durante o feriado pelo Dia de Colono Alemão  - 29 de junho. Além de conhecer o prédio, que é valorizado pela importância histórica e cultural, visitantes poderão ver de perto esculturas de biscuit feitas da artesã petropolitana Regina Straub. O trabalho minucioso da artesã, exibido em 14 mini esculturas, ganhou visibilidade na abertura do programa “Tapas e Beijos” da Rede Globo. A exposição, que seria encerrada neste domingo (28), foi prorrogada até o dia 30 para que mais pessoas possam conhecer o trabalho da artista.

“O Palácio Amarelo já faz parte do inventário turístico da cidade. A exposição das esculturas, assim como tantas outras atividades culturais que temos implementado na Câmara, é um atrativo a mais. No feriado de Corpus Christi, recebemos aqui mais de 500 pessoas. A partir desta sexta-feira, quando tem início a Bauernfest, Petrópolis receberá uma quantidade ainda maior de turistas e visitantes. É importante que tenhamos uma boa infraestrutura para recepcionar estas pessoas. Abrindo as portas do Palácio Amarelo a Câmara dá a sua contribuição para fomentar o turismo, que gera empregos e é uma atividade essencial para a economia do nosso município”, avalia o presidente da Câmara de Vereadores, Paulo Igor (PMDB). A expectativa da Fundação de Cultura e Turismo é de que 230 mil pessoas visitem Petrópolis durante os 10 dias da 26ª Bauernfest.

Até o fim da alta temporada em agosto, período em que a cidade sediará dois festivais de inverno que incrementarão as atividades culturais, com shows e apresentações de espetáculos teatrais e musicais, mais de 765 mil turistas e visitantes são esperados na cidade.

Desde que abriu as portas aos turistas, em 2009, o Palácio Amarelo já recebeu mais de 43 mil visitantes nacionais e estrangeiros. Somente nos primeiros 20 dias deste mês mais de mil pessoas visitaram o solar. “O Palácio Amarelo fica no coração do Centro Histórico, próximo ao Museu Imperial e a Catedral São Pedro de Alcântara, é um prédio de grande visibilidade no contexto histórico e cultural de Petrópolis. Manter esta estrutura para recepcionar os turistas é um dever da Câmara”, considera Paulo Igor.

No interior do prédio, chama atenção o plenário com teto coberto por madeira, gesso e uma pintura que encanta os visitantes. A decoração do Salão Hermogênio Silva – onde hoje são realizadas as sessões plenárias - é considerada a mais bela do gênero e leva a assinatura do escultor Henrique Levy.

"Petrópolis, com seus prédios históricos e os legados, arquitetônico e cultural deixados pela família Imperial, tem vocação para o turismo. O que pudermos fazer para que o visitante fique por mais tempo em nossa cidade, deve ser feito”, pontua Paulo Igor.

No prédio, a recepção é feita por guias bilíngues, que orientam a visita e fornecem informações sobre a história do solar. O Palácio Amarelo fica na Praça Visconde de Mauá – Centro.  A visitação, gratuita, pode ser feita diariamente das 10h às 17h. “Abrindo as portas do Palácio, a Câmara incentiva o resgate da história de Petrópolis e contribui para o turismo. Nosso objetivo é oferecer às pessoas que chegam à Petrópolis uma recepção diferenciada. Manter esta estrutura funcionando é uma forma direta de incentivo ao turismo", afirma o presidente da Câmara.

Esculturas em biscuit retratam personalidades

As 14 esculturas da artista plástica Regina Straub  estão expostas no hall de entrada do Palácio Amarelo. A exposição pode ser visitada até o dia 30. Além das esculturas de noivos, que ganharam visibilidade por serem usadas por Hans Donner na abertura do programa global “Tapas e Beijos”, chamam atenção as peças que retratam personalidades, como o Papa Francisco, a apresentadora Ana Maria Braga, e o jogador Ronaldinho Gaúcho.  “Para a abertura de cada ano do programa Tapas e Beijos, tive que fazer dez casais de noivinhos. No último ano, eles usaram efeitos de computador para dar movimento aos bonequinhos”, conta Regina, que teve o trabalho exibido em aberturas das cinco temporadas do programa, e foi indicada pelo SEBRAE como uma das 50 empreendedoras de sucesso do Brasil.

O material trabalhado por Regina é o biscuit, uma massa modelável de cola branca e amido que depois de seco assemelha-se a uma porcelana. A artesã trabalha com formas realistas, se destacando pelos “topos de bolos” que retratam noivos e debutantes. A riqueza de detalhes, e o perfeccionismo das peças fez com que a artesã tivesse trabalhos enviados para países como Japão, Itália e França.

 Fotos: José Paulo/ ASCOM CMP
Leia mais...

Dell'Arte divulga programação do 15° Festival de Inverno



Fernanda Tavares - A presidente da Dell'Arte Soluções Culturais, Myrian Daueslberg, lançou oficialmente durante uma coletiva de imprensa realizada hoje (25) a programação do 15º Festival de Inverno de Petrópolis, que será realizado entre os dias 10 e 19 de julho. Nesse ano, o festival que é um dos mais populares do país, receberá atrações diversas: música clássica, ópera, corais, exposições e a exibição de jovens talentos.Os eventos ocorrerão na Catedral de São Pedro de Alcântara, Museu Imperial, Hotel Solar do Império e Praça da Liberdade, além do Espaço Miguel Salles, em Itaipava.

Segundo Myrian Daueslberg, o festival exulta a atmosfera cultural que envolve a cidade imperial. “Promover a cultura está cada dia mais difícil, mas, não desistimos e Petrópolis merece esse festival, porque além de proporcionar o acesso à cultura para todos os públicos, promove o setor turístico. A cidade precisa ser mais divulgada e a nossa preocupação é com a qualidade artística das apresentações”, afirmou.

Nessa edição, o festival vai contar com apresentações especiais, como um concerto da Orquestra Sinfônica Cesgranrio, sob a regência do maestro Eder Paolozzi, no domingo, dia 12 de julho, às 11h. “Vamos ter três noites temáticas, uma indiana com a participação da bailarina indiana, Sucheta Chapekar, uma noite portuguesa com uma homenagem muito especial à Amália Rodrigues, com Jorge Rodrigues e um material inédito de sua carreira e sua relação com o Brasil, uma noite cubana com a cantora lírica Angélica de La Riva com a participação do pianista cubano Orlando Alonso, os concertos românticos na série Concertos ao meio dia e, claro, a valorização dos artistas petropolitanos com três apresentações especiais”, contou.

Outro ponto de destaque será o projeto “O festival vai à praça”, quando alunos das escolas municipais terão a oportunidade de mostrar seus talentos. “Para mim é o momento mais feliz do festival, com a participação de corais, dança de rua e violinos”, conta Myrian. As atividades dos jovens terão como tema “Conscientização na economia de água” e ocorrerão no dia 12 de julho, às 9h.

A abertura de gala do festival vai ocorrer na sexta-feira, dia 10 de julho, às 20h, com a apresentação da Orquestra e Coro Mariuccia Iacovino, uma orquestra que tem como característica principal a inclusão de jovens. Também na Catedral, será apresentado o concerto do organista Marcelo Giannini, no sábado, dia 18, às 16h.  

O Solar do Império vai ser o palco da apresentação da solista petropolitana Anna Hannickel, na terça-feira, dia 14 de julho, às 17h. Outro destaque será a ópera cômica italiana “O professor de música”, do compositor Giovanni Batista Pergolesi, da Escola de Música da UFRH, no Theatro Dom Pedro dia 11 de julho, às 19h. Também no Theatro corais petropolitanos marcarão presença: Coral Dó Ré Mi (quinta-feira, 16 de julho, às 19h), Coral Municipal de Petrópolis (sexta-feira, dia 17 de julho, às 20h) e Coral das Meninas Cantoras de Petrópolis (sábado, dia 18 de julho, às 20h).

No Museu Imperial, continuam os tradicionais Concertos ao Meio-Dia, com os pianistas Lígia Moreno e João Elias (obras de Schubert e suíte de Rachmaninoff para dois pianos (quarta-feira, dia 15 de julho, às 12h), Kátia Balloussier com Patrícia Glatzl interpretando Schumann e Daniel Burlet tocando Tchaikovsky (quinta-feira, dia 16 de julho, às 12h) e Ligia Moreno interpretando o concerto Rachmaninoff 3 acompanhada por Kátia Ballousier.

O festival contará ainda com oficinas de stop motion na Praça da Liberdade (domingo dia 12 de julho, às 15h), palestra com Estêvão Hermann “Jazz e/ou Clássico” (sábado, dia 11 de julho, às 11h) e mesa redonda com Claudio Dauelsberg “O funk brasileiro e a Música Clássica” (sábado, dia 18 de julho, às 11h, no Cinetratro do Museu Imperial. Em Itaipava, o destaque fica por conta da vernissage da exposição de Luiz Áquila ao som do Mariano e Trio (sábado, dia 18 de julho, às 21h) no Espaço de Artes Miguel Salles. Para encerrar o festival, o espetáculo de dança “Passinhos Brazil” (domingo, dia 19 de julho, às 17h).



Campanha de Solidariedade

Os ingressos tem preços populares e os bilhetes podem ser adquiridos nas bilheterias dos locais onde os eventos ocorrerão. Parte deles é destinada aos jovens. Como em todos os anos, o Festival de Inverno de Petrópolis promove uma campanha solidária de arrecadação de alimentos não perecíveis. A madrinha da ação, nesse ano, é Vera Cecília Pinto Pereira, presidente da Associação Filantrópica de Petrópolis. Pede-se a doação de um quilo de alimento não perecível para cada apresentação. Os alimentos arrecadados serão doados para instituições e comunidades carentes.

“Estou muito feliz em fazer parte dessa iniciativa. Já temos o costume de ajudar quinze instituições e já conseguimos 500 quilos de alimentos para o Festival de Inverno de Petrópolis. Contamos com a colaboração de todos”, disse.

Sobre o Festival

O festival de Inverno de Petrópolis foi criado em 2002 pela Dell'Arte Soluções Culturaia. Nesses quinze anos grandes artistas e orquestras já se apresentaram no evento, como Nelson Freire, Orquestra Municipal do Rio de Janeiro, Zizi Possi e New Tide Orquestra da Suécia. Mais informações podem ser adquiridas através do site www.fipet.net.br

fonte: Tribuna de Petrópolis
Leia mais...

Lei de Bernardo Rossi garante mamografia para todas as mulheres a partir dos 40 anos



O Estado do Rio pode ser pioneiro no país em autonomia para definir regras para a realização de mamografia na rede pública. A Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) aprovou nesta quarta-feira (24.06) em primeira discussão projeto de lei dos deputados estaduais Bernardo Rossi e Rafael Picciani, ambos do PMDB e atualmente licenciados dos cargos de parlamentares. O objetivo da nova regra é garantir acesso à mamografia para mulheres a partir dos 40 anos e sem a exigência da avaliação apenas unilateral, quando somente uma das mamas é examinada. 

O projeto volta em segunda discussão e, aprovado em plenário, segue à sanção do governador Luiz Fernando Pezão;

“Dotar o Estado de regras próprias é corrigir uma portaria do governo federal que reduziu o universo de mulheres contempladas com o exame. A bancada feminina da Alerj – hoje com nove mulheres – foi fundamental para que o projeto fosse aprovado em primeira discussão e temos certeza que vai ser tornar Lei”, afirma Bernardo Rossi. “A prevenção tem que ser parte permanente da política pública de saúde deste estado. A Assembleia Legislativa entende a importância da iniciativa”,  completa Rafael Picciani.

O projeto recebeu emenda, também aprovada em plenário, da deputada Enfermeira Rejane (PCdoB), que determina ao estado seguir regras recomendadas pelas sociedades brasileiras de oncologia e mastologia e demandadas pelas entidades de prevenção e apoio às mulheres com câncer de mama.  
O objetivo do projeto de lei é assegurar a ampliação da faixa etária coberta pelos exames via SUS reduzida por meio de uma portaria do Ministério da Saúde em 2013 que garantiu o repasse de verbas aos municípios apenas para os exames feitos em mulheres a partir de 49 anos. Com a Lei, o Estado do Rio vai garantir o acesso para as mulheres de 40 a 49 anos, faixa comprovadamente de maior risco da incidência da doença. No Brasil, 58 mil novos casos são diagnosticados por ano dos quais 13 mil resultam em mortes.

“O câncer de mama é o que mais afeta as mulheres e, se descoberto cedo, as chances de cura chegam a até 95% dos casos. A doença atinge principalmente a faixa etária entre 40 e 49 anos de idade e, por isso, neste período o exame de mamografia, que permite detectar o tumor em estágio inicial, deve ser realizado”, afirma Bernardo Rossi.

Em equipamentos próprios, o governo do estado disponibiliza seis mamógrafos fixos para a realização de exames. Quatro no Rio Imagem, no Centro da capital, e dois no Hospital Estadual da Mulher Heloneida Sturdat, em São João de Meriti, ambos ofertando também a biópsia para os casos suspeitos de câncer. Também passou a percorrer todo o Estado o mamógrafo móvel. Em todas as modalidades, os exames são marcados via secretarias de saúde de cada cidade.

“Os números crescentes mostram que tendo os equipamentos disponíveis é possível atacar em prevenção”, afirma Bernardo Rossi, destacando que o maior desafio ainda é de conscientizar e divulgar o exame. “Entre mais de duas mil mulheres entrevistadas no final de outubro de 2013 pela Sociedade Brasileira de Mastologia no Rio de Janeiro 54,6% nunca fizeram mamografia”, cita Bernardo Rossi.
Leia mais...

quinta-feira, 25 de junho de 2015

Após denúncias, vereadora reclama de retaliação da Prefeitura



Após denunciar a infestação de ratos nas comunidades, a construção de uma subestação de gás dentro do Curral de Apreensão de Animais e de pedir o cancelamento definitivo da licitação para subconcessão de estacionamento rotativo, que gira em torno de R$94 milhões, a vereadora Gilda Beatriz (PMDB) utilizou as redes sociais nesta terça (23) para reclamar de retaliação do governo. 

“Mais uma vez a Prefeitura não autorizou que colocássemos uma barraca no calçadão do Cenip para a realização do nosso trabalho de corpo a corpo com os cidadãos, sendo desta vez sobre a Semana Municipal de Prevenção, Conscientização e Combate ao uso de Drogas. Que foi criada pela lei nº 7.068/13 de minha autoria. Quero reforçar que apesar dessa retaliação, estarei, mesmo sem barraca e com a disposição de sempre, na próxima sexta, dia 26/06 das 10:00 às 17:00 h no calçadão do Cenip trabalhando pelo combate às drogas”, afirmou Gilda Beatriz através de sua página oficial no facebook. 

Até o fechamento da matéria não conseguimos contato com a PMP. O espaço no blog esta aberto para nota oficial através do blogdoeduardoferreira@gmail.com

Leia mais...